Edição anterior (1578):
quinta-feira, 07 de março de 2019
Ed. 1578:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1578): quinta-feira, 07 de março de 2019

Ed.1578:

Compartilhe:

Voltar:


  CARNAVAL
 
 
 

Enredo sobre Petrópolis leva Vila Isabel para o desfile das campeãs do Carnaval 2019

Escola de samba, uma das mais tradicionais do Rio, ficou com a 3ª colocação. Apuração foi realizada na tarde desta quarta-feira de Cinzas

Desfile não teve investimento do dinheiro público da cidade

 Fotos - Daniel Câmara   

    A história de Petrópolis levou a Vila Isabel para o desfile das campeãs neste ano. Com o enredo “Em Nome do Pai, do Filho e dos Santos. A Vila Canta a Cidade de Pedro”, a escola de samba – uma das mais tradicionais do Rio – ficou com o 3º lugar. A apuração dos votos, realizada na tarde desta quarta-feira de Cinzas (06.03), foi marcada pela emoção. As alegorias e fantasias luxuosas e marcadas pela riqueza de detalhes foram fundamentais para a escola ficar entre as cabeças. Sem qualquer investimento do dinheiro público de Petrópolis, a divulgação com o desfile na maior festa do planeta resulta em visibilidade para o município, que tem o turismo como um dos pilares da economia.

            A Vila Isabel se manteve entre as melhores do início ao fim da apuração. Quesitos como Evolução, Harmonia, Mestre Sala e Porta Bandeira, Alegoria e Adereços, Comissão de Frente, Fantasias garantiram os 30 pontos da escola em cada um.  A apuração foi acompanhada nota a nota não só na Praça da Apoteose, como também na quadra da escola e nas casas de muitos petropolitanos, que passaram a torcer pela Vila depois da escolha do enredo para este ano.

            “Petrópolis só tem a agradecer à Vila Isabel por esse desfile lindo, que impressionou na avenida. Ter a nossa história contada por uma das escolas mais tradicionais do Rio foi uma honra para a cidade. Temos muito o que comemorar com esse resultado da escola entre as três campeãs do Carnaval 2019”, frisa o prefeito.

            Com 3 mil componentes, a Vila Isabel levou para a avenida um mundo luxuoso para contar a história de Petrópolis desde antes da chegada da Família Imperial até os dias de hoje, com os avanços na tecnologia. Logo no carro abre alas – que contou com três alegorias juntas -, a Vila mostrou a que veio arrepiando o público. A comissão de frente trouxe fantasmas da Família Imperial que surpreendiam um turista que visitava o Museu Imperial. Com uma coreografia impecável, os bailarinos usaram até truques de ilusionismo para impressionar os jurados e a plateia.

            Fantasias e carros foram marcados pela perfeição em cada detalhe e a riqueza de elementos que remetiam à Cidade Imperial. Quem abriu o desfile foi o carro que trazia o cortejo de D. Pedro a Petrópolis, puxado por cavalos de sete metros de altura, que tinha 60 metros de cumprimento.  De antes do período imperial até os dias hoje, passaram pela avenida histórias como a dos “Pedros”, D. Pedro I, D. Pedro II, São Pedro de Alcântara e São Pedro; seguindo pelos índios e as riquezas naturais – como a água, a Mata Atlântica -, a influência dos imigrantes europeus, o progresso com a chegada do trem, além do glamoroso Palácio Quitandinha e ainda a luta dos negros. Um dos carros que chamou mais a atenção foi o “Paraíso coroado”, que chegava a 12 metros de altura e usou 12 mil litros de água, uma referência aos índios que moravam no Brasil.

“O desfile foi um grande espetáculo e mostrou Petrópolis para o mundo. Essa divulgação da cidade vai trazer um retorno muito positivo para o turismo e para a nossa economia”, frisa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.



Edição anterior (1578):
quinta-feira, 07 de março de 2019
Ed. 1578:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1578): quinta-feira, 07 de março de 2019

Ed.1578:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior