Edição anterior (1790):
sábado, 05 de outubro de 2019
Ed. 1790:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1790): sábado, 05 de outubro de 2019

Ed.1790:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Equipe do Programa Petrópolis da Paz será capacitada pelo Projeto Cemear do MPRJ

Especialização em Justiça Restaurativa

As iniciativas de Justiça Restaurativas nas escolas da rede municipal serão ampliadas no próximo ano através do Programa Petrópolis da Paz: as ações de mediação de conflito e círculos restaurativos, que promovem a socialização entre os jovens, fomenta o diálogo e fortalece a cultura de paz do ambiente escolar serão intensificadas. Além disso, graças aos bons resultados do programa, a equipe do Programa Petrópolis da Paz, responsável pelas ações nas escolas será capacitada pelo projeto Cemear do Ministério Público do Rio de Janeiro.

A notícia foi confirmada durante a programação da Semana da Mediação, realizada em Petrópolis: os profissionais que atuam nas escolas terão a oportunidade de conhecer as ações do Cemear - Centro de Mediação, Métodos Autocompositivos e Sistema Restaurativo. Instituído em 2017, o Centro possui como principal função o desenvolvimento de ações visando ao tratamento adequado dos conflitos e à solução consensual de demandas em diferentes matérias, além de apresentar também forte participação na área infracional, atuando com os vetores da Justiça Restaurativa, sobretudo, com a juventude. Dentre as atividades realizadas no CEMEAR, destacam-se sua atuação na capacitação e treinamento de membros e servidores do MPRJ, além de profissionais de órgãos parceiros, paras as técnicas de mediação de conflitos, métodos autocompositivos e sistema restaurativo, bem como a propagação da cultura de paz.

“Iniciamos esse ano os trabalhos com Justiça Restaurativa nas escolas em parceria com o Departamento de Inspeção da Secretaria de Educação. Nossa escola piloto é a Germano Valente. No ambiente escolar aplicamos a maior ferramenta da Justiça Restaurativa, os Círculos Restaurativos, auxiliando nos conflitos, fomentando o diálogo e mostrando como a Justiça Restaurativa poder ser uma aliada na rotina escolar”, explica Elsie Ellen Carvalho, responsável pelo Programa Petrópolis da Paz.

A capacitação, segundo Elsie Ellen é uma forma de reconhecimento pelos avanços da cultura de paz. “Petrópolis está se tornando a primeira cidade restaurativa do nosso estado, graças ao apoio do governo e a vontade do prefeito Bernardo Rossi que desde o início fortaleceu o nosso trabalho e instituiu o programa. Agora, com essa capacitação, que nos foi oferecida, mostramos o quanto o trabalho vem sendo acompanhado e merece a atenção da comunidade. A Justiça Restaurativa é uma realidade e continuaremos lutando por isso. Nossa meta é de que o trabalho alcance outras escolas no próximo ano. Agradeço a promotora Anna de Massi que nos ofereceu a capacitação”, completou.

O programa Petrópolis da Paz também oferece formação online para professores da rede municipal. “A primeira edição do curso o Programa formou 150 pessoas e já estamos na segunda edição. Além disso, fomos no município, o único Programa capacitado para trabalhar com o CREAs e a Secretaria de Educação com menores cumprindo medidas socioeducativas”.



Edição anterior (1790):
sábado, 05 de outubro de 2019
Ed. 1790:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1790): sábado, 05 de outubro de 2019

Ed.1790:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior