Edição anterior (2014):
sábado, 16 de maio de 2020
Ed. 2014:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2014): sábado, 16 de maio de 2020

Ed.2014:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Especialista em beleza de Petrópolis lança linha de cosméticos naturais para atrair novos clientes e fugir da crise

Consultor de negócios orienta que é preciso se reinventar para manter empresas ativas durante a pandemia

 

O período de isolamento social, provocado pela pandemia de Covid-19, tem feito com que tenhamos que nos adaptar às mudanças no âmbito pessoal e, principalmente, no profissional.

Fechados há dois meses e impedidos de atender os clientes fisicamente, os empreendedores tem que se reinventar, inovar, antecipar projetos para continuar oferecendo serviços e assim garantir algum tipo de faturamento.

E foi isso que a especialista em beleza, Natália Dutra fez. Trabalhando com moda há 16 anos e com estética há 5 anos, de repente, a profissional se viu sem a possibilidade de oferecer os cursos de estética em geral, serviço de cabeleireiro, maquiagem, micropigmentações e camuflagens, todos serviços do Estúdio ND Beauty. O estabelecimento está na lista dos empreendimentos proibidos de abrir durante a quarentena por determinação da prefeitura de Petrópolis/RJ.

Para continuar atuante no mercado de trabalho, ela antecipou um projeto que vinha desenvolvendo há 4 anos e lançou uma linha de cosméticos naturais. Em uma viagem ao exterior, a especialista percebeu que muitos produtos naturais vendidos lá fora tinham como matéria-prima óleos e extratos brasileiros. Decidiu então estudar mais sobre o assunto.

“Dentro desses anos de pesquisa, descobri o impacto que os cosméticos e maquiagens industrializadas causam à pele, recheados de sulfatos, parabenos e químicas conservantes. Sou maquiadora e vinha perdendo clientes, que possuíam grande alergia a vários componentes da maquiagem industrial. Resolvi reverter essa falta no mercado, e comecei a produzir materiais específicos de maquiagem, para as peles com maior sensibilidade”, explica Natália.

A linha de produtos naturais, conta com hidratantes faciais e corporais, manteigas para mão, máscara capilar, xampu fortificante, óleo estimulante de crescimento para cabelos e sobrancelhas, tônico facial e blend para olheiras.

“Na formulação não há componentes químicos. Os produtos não tem nenhuma contra indicação. São totalmente naturais e veganos. Não são testados em animais. Mas é importante saber que qualquer tipo de cosmético, caso promova alguma alergia, deve ter seu uso suspenso”, alerta Natália.

A crise financeira causada pela pandemia acelerou o projeto de comercialização dos produtos. Antes disso, a especialista utilizava os cosméticos apenas em clientes que manifestavam algum tipo de incomodo com maquiagens industrializadas.

“O que levou a ideia de comercialização, foi exatamente a crise, que acabou impedindo que todos os meus atendimentos estéticos fossem realizados, e acabei me vendo no momento de empreender, por uma questão de necessidade e apostando na consciência ambiental das pessoas, nesse momento tão impactante que estamos vivendo”, reforça.

Para o consultor de negócios Mairom Duarte (membro da Costa Salgueiro Consultoria) a crise pode trazer oportunidades aos empreendedores que souberem se reinventar e enxergar as lacunas que o isolamento social trouxe.

“É nessa hora, que o verdadeiro empreendedor tem que colocar toda a sua criatividade e pro-atividade em ação. Como manter os clientes ativos, como acessar novos clientes, como fazer com que não se seja esquecido, como o produto ou a empresa podem se adaptar a nova realidade. É a reinvenção que todo empreendedor sabe bem fazer. Como eu sempre digo: ninguém está empreendedor. Ou é ou não é empreendedor!”

O consumo de bens, o acesso aos serviços e as relações comerciais serão diferentes depois que a pandemia for controlada. Natália acredita que a prioridade dos consumidores vai mudar e, ela reforça que quer fazer parte desse novo momento.

“Cuidar da saúde evitando componentes que podem nos causar doenças graves, como o câncer, e evitar que animais sejam sacrificados para que tenhamos produtos industrializados de longa duração, deverá ser o pensamento principal após a pandemia, e eu quero contribuir para que isso seja realizado”, reflete Natália.



Edição anterior (2014):
sábado, 16 de maio de 2020
Ed. 2014:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2014): sábado, 16 de maio de 2020

Ed.2014:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior