Edição anterior (2412):
sexta-feira, 18 de junho de 2021
Ed. 2412:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2412): sexta-feira, 18 de junho de 2021

Ed.2412:

Compartilhe:

Voltar:


  Estado

Espera por UTI covid no estado atinge menor nível desde fevereiro

Regulação estadual aponta para melhora no quadro epidemiológico

Wellington Daniel

 

A fila de espera por um leito de terapia intensiva destinado a tratamento de pacientes com covid-19 no Estado do Rio de Janeiro atingiu o menor valor desde 16 de fevereiro. De acordo com dados da regulação feita pela Secretaria Estadual de Saúde, nove pessoas aguardavam uma vaga em todo o território fluminense na quarta-feira (16), taxa só vista nesta data de fevereiro.

Para conseguir essa vaga, o paciente aguardava menos de uma hora, de acordo com os dados do painel. Quando o Diário realizou um levantamento parecido, com base nos dados de 19 de maio, eram 69 pacientes a espera de um leito de UTI, o que representa que, em cerca de um mês, houve uma redução de 86,96%. Nos tempos críticos da pandemia, no final de março, a fila chegou a contar com mais de 700 pessoas.

Os leitos de enfermaria também registraram redução na fila de espera neste período, de 23,53%. Segundo os dados da SES, eram 17 pacientes que aguardavam uma vaga no dia 19 de maio e 13 na quarta-feira. O tempo médio para que o infectado consiga atendimento é de uma hora.

A ocupação dos leitos de UTI caiu quase 11 pontos percentuais. Em maio, 82,9% das vagas reguladas pelo Estado estavam ocupadas. Já nesta semana, chegou a 71,6%. A redução foi ainda maior no setor de enfermaria, com redução de cerca de 18 pontos percentuais, de 62,1% para 44,7%.

Os dados do portal do governo estadual ainda apontam que 15 dos 92 municípios fluminenses estão com ocupação dos leitos de enfermaria e/ou de UTI acima de 80%. Também há uma redução em relação a maio, quando, no dia 19, este número chegava a 23.

Petrópolis, no período, saiu da listagem dos municípios com mais de 80% de ocupação. Na quarta-feira, a regulação estadual apontava para 43% de ocupação dos leitos de terapia intensiva e 48% dos leitos de enfermaria. No dia 19 de maio, as taxas eram de 80% e 58%, respectivamente.

 

Municípios com mais de 80% de ocupação

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde

Municipio

Data da última informação

% de ocupação de leitos de UTI

Leitos Enf Covid

Leitos Uti Covid

Ocup Enf Covid

Ocup Uti Covid

ANGRA DOS REIS

16/06/2021

88%

50

25

24

22

B. J. DO ITABAPOANA

15/06/2021

95%

40

60

16

57

CANTAGALO

16/06/2021

100%

13

10

4

10

DUQUE DE CAXIAS

16/06/2021

80%

25

125

18

100

ITAGUAI

11/06/2021

130%

16

10

7

13

ITAPERUNA

15/06/2021

80%

20

10

8

8

MARICA

16/06/2021

90%

39

135

19

121

MIGUEL PEREIRA

15/06/2021

80%

20

10

4

8

MIRACEMA

16/06/2021

100%

0

10

0

10

NOVA FRIBURGO

16/06/2021

95%

58

20

20

19

QUATIS

16/06/2021

 

4

0

4

0

RIO DE JANEIRO

16/06/2021

87%

722

729

525

631

SAO S. DO ALTO

16/06/2021

100%

4

5

1

5

SAQUAREMA

15/06/2021

71%

23

14

19

10

TRES RIOS

16/06/2021

60%

2

10

2

6

 



Edição anterior (2412):
sexta-feira, 18 de junho de 2021
Ed. 2412:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2412): sexta-feira, 18 de junho de 2021

Ed.2412:

Compartilhe:

Voltar: