Edição anterior (1732):
quinta-feira, 08 de agosto de 2019
Ed. 1732:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1732): quinta-feira, 08 de agosto de 2019

Ed.1732:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Estacionamento irregular prejudica trânsito em ruas do Quitandinha

Ruas como a Mato Grosso e a Paraná sofrem com o problema diariamente, segundo morador

Antônio Reuther

 

A reclamação com relação ao estacionamento irregular tem sido rotina dos moradores das ruas do Quitandinha. De acordo com um morador do bairro, ruas como a Mato Grosso e a Paraná sofrem diariamente com o problema, não havendo punição às pessoas que cometem a irregularidade.

O morador, que preferiu não se identificar, informou que o problema acontece há vários anos, alegando que a situação na Rua Mato Grosso é muito ruim. De acordo com ele, já ocorreram acidentes na via por conta da irregularidade e a fiscalização realizada pela CPTrans é questionável.

-Essa rua é uma ladeira e de mão dupla, mas, por conta dos carros estacionados, funciona com a passagem de apenas um carro por vez. Inclusive já aconteceram acidentes por aqui. Quando estou subindo de carro e encontro um ônibus no meio de caminho, tenho que descer um bom trecho da ladeira de ré. A CPTrans até vem fiscalizar, mas após a advertência feita, as pessoas voltam a fazer. Não sei por qual motivo não tomam providências – disse.

O residente ainda comentou sobre a Rua Paraná, onde há uma oficina que faz o número de carros estacionados na via aumentar. Ele disse que os problemas da Mato Grosso se repetem na Paraná. A CPTrans comparece ao local, põe adesivos e adverte, mas a irregularidade continua acontecendo.

-Tem uma oficina nessa rua e já vi algumas vezes a CPTrans notificando os donos dos carros, mas não adianta nada. A Companhia adverte os proprietários, mas eles continuam estacionando o carro na rua. Muitas vezes é possível ver esses carros com o adesivo colocado pelo órgão. É um absurdo – informou.

O morador ainda comentou que o problema fica ainda pior em certos períodos do dia e criticou o poder público, lamentando a não tomada de providência do órgão responsável.

-É extremamente complicado. No final de tarde e nos fins de semana isso aqui fica um verdadeiro inferno. Nós pagamos impostos, mas não temos retorno nenhum. Ficamos impedidos de trafegar no local com tranquilidade – criticou.

A Prefeitura informou que, conforme dito pelo próprio morador, já houve advertência no local por diversas vezes. Vale lembrar que, quem estaciona em local proibido está sujeito à multa grave de R$ 195,23 – no caso de ser em vagas para ser em vagas para idosos e deficientes, o infrator deve desembolsar R$ 293,47, multa gravíssima r que rende sete pontos na carteira. As denuncias podem ser feitas pelo 156 e pelo 2237-1703.

 



Edição anterior (1732):
quinta-feira, 08 de agosto de 2019
Ed. 1732:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1732): quinta-feira, 08 de agosto de 2019

Ed.1732:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior