Edição anterior (1820):
segunda-feira, 04 de novembro de 2019
Ed. 1820:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1820): segunda-feira, 04 de novembro de 2019

Ed.1820:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade
 

Estudantes de todo o estado lotam museus e atrativos turísticos de Petrópolis

Turismo pedagógico aumentou com projeto do governo do estado. O Museu Casa de Santos Dumont, por exemplo, cresceu em 79,9% o número de estudantes que visitam a Encantada

            Quem passa pelo Centro Histórico tem observado um aumento no número de veículos de turismo próximos aos museus e aos principais atrativos de Petrópolis. Depois que o governo do estado lançou, no mês passado, um projeto de incentivo ao turismo pedagógico nas escolas públicas, a Cidade Imperial tem recebido dezenas de ônibus por dia vindos com estudantes de todas as idades. Reflexo disso, o Museu Casa de Santos Dumont, por exemplo, recebeu em outubro 9.569 alunos de 232 escolas. O número é 79,9% maior do que o que mês anterior, quando o número de estudantes foi de 5.319.

            Em toda a rede estadual de ensino, são 700 mil crianças e adolescentes, em 1.222 escolas. Em outubro, o governo estadual liberou verba para o aluguel de três ônibus de turismo por unidade - por mês até dezembro - para que elas realizassem visitas à museus, monumentos históricos, atrativos turísticos, entre outros destinos à escolha das direções dos colégios.

            “E, a partir desse projeto, começamos a notar um aumento muito grande de estudantes vindo para Petrópolis. Isso mostra o quanto nossa cidade é referência e é escolhida como destino turístico para os mais diversos circuitos. Hoje, o turismo histórico cultural, que engloba o pedagógico, é um dos que mais movimenta a cidade e os museus, trazendo recursos para a cidade”, frisa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

            Categoria A no Mapa do Turismo Nacional, do Ministério do Turismo, Petrópolis tem hoje 26 instituições museológicas, incluindo importantes atrativos, como o Museu Imperial, um dos mais visitados do Brasil – antiga residência de verão do imperador D. Pedro II. “Além de todos os seus equipamentos, a cidade é um museu a céu aberto em seu Centro Histórico, com rico patrimônio preservado com prédios, casarões e igrejas do século XIX e início do século XX. O ambiente perfeito para os estudantes”, frisa o prefeito Bernardo Rossi.

O Colégio Estadual Paulo Assis Ribeiro, de Niterói, está entre as escolas que já planejam trazer estudantes para visitar a cidade. A diretora, Elisabeth da Fonseca, explica que a turma deve vir ainda este mês. “A gente já teve essa tradição de levar os estudantes para Petrópolis, mas agora, com a verba, conseguimos retomar o projeto. São estudantes do ensino médio, de 16 a 18 anos. É uma festa para eles e Petrópolis é muito interessante”, disse.

Tatiane Cordeiro, professora do 5º anos da Escola João e Maria, de Campos, esteve nesta sexta-feira (1º.11) visitando a cidade com a turma e frisou os benefícios para o aprendizado dos estudantes. “Escolhemos vir para Petrópolis por conta do trabalho que a gente faz com a disciplina de história, onde a gente trabalha toda questão do Império, Proclamação da República e todo esse trabalho diferenciado”, explica.

            Baixa temporada para o setor, na última quinta-feira (31.10), a CPTrans registrou, por volta de 15h, 38 ônibus de turismo só no Centro Histórico. Por isso, a companhia montou um planejamento especial e vai isolar as vagas em frente ao Museu Imperial durante todo o mês de novembro para receber os veículos de turismo.

 


Edição anterior (1820):
segunda-feira, 04 de novembro de 2019
Ed. 1820:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1820): segunda-feira, 04 de novembro de 2019

Ed.1820:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior