Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Fernando Costa
COLUNISTA

 

 

Pentecostes

Os meios de comunicação estão aí a contribuírem ao desenvolvimento e muita das vezes até para induzir aos desavisados a trilharem por caminhos tortuosos. Na verdade o progresso veio encurtar nossa trajetória e facilitar a vida em inúmeros aspectos.  A Tv, o jornal, o rádio e a internet vendem de tudo: brinquedos, eletrodomésticos, instrumentos eletrônicos e etc. Lamento que o comércio não tenha ainda incentivado os consumidores à compra de presentes no dia de Pentecostes. Sim, porque nós Cristãos Católicos e creio, as demais denominações coirmãs em Cristo, dedicamos idêntico valor às celebrações desse dia como se fora o Natal. Por que não enfeitarmos as árvores, monumentos e casas anunciando a infusão do Espírito Santo sobre os Apóstolos? Não é de se estranhar porque no Sábado de Aleluia ocorre o mesmo comportamento de nossa parte. Digo nossa parte por integrar à Comunidade, mas onde quer que eu esteja, jamais deixo de unir-me à Igreja em orações. Na Quinta-Feira Santa e na Sexta-Feira da Paixão os Templos ficam repletos em sua maioria, até parece que nós damos mais valor ao momento que reverenciamos o sofrimento de Cristo seguido de morte, e morte de cruz, esquecendo-nos que no Sábado Ele, Jesus Cristo ressurgiu. É público-notório observarmos as Igrejas vazias, o povo preocupando-se com os bailes, esquecendo-se da festa maior, a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Na verdade nem é preciso cartazes pelas ruas e lojas, nem tampouco transformarmos as árvores e o Obelisco em jóias de fogo, porque o Espírito de Luz incendeia os nossos corações à medida que a Ele nos abrirmos, na fé, na humildade, na temperança, no amor e na paz. Ele transforma a nossa vida nos faz renascer para a felicidade plena. Só Ele é capaz de nos dar esses dons, essa luz e é consubstanciado através do Pão que é Jesus. Ele  nos transforma em uma só Família e o universo se rejubila ante Sua presença porque Ele é Criador e Unificador. Por isso, na oportunidade em que a Igreja de Cristo celebra  o dia de Pentecostes ou a festa da Santíssima Trindade, na pessoa do Deus Criador, do Filho Redentor e do Espírito Santificador, isto é, a festa em memória à descida do Espírito Santo aos Apóstolos, há exatamente cinqüenta dias depois da Páscoa deve nos unir em preces de louvor e gratidão, ao dom da vida, da inteligência, do discernimento e de nos constituirmos uma centelha Divina. Mais que nunca estejamos abertos de corpo e alma para o verdadeiro acolhimento do dom do Espírito prometido por nosso Salvador e Redentor Jesus Cristo pedindo a Ele que acenda em nossos corações o amor e a alegria de juntos partilharmos de mais esta bênção. O Apóstolo João no capítulo 7, 37-39 nos lembra de que no último dia da festa, o dia solene, Jesus em pé, proclamou em voz alta: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Aquele que crê em mim, conforme diz a escritura, rios de água viva jorrarão do seu interior”. Jesus falava do Espírito que deviam receber os que tivessem fé n’Ele, pois ainda não tinha sido dado o Espírito, porque Jesus ainda não tinha sido glorificado. Mais adiante, o Apóstolo João 14,26 pontifica que “o Paráclito, o Espírito Santo que o pai enviará em meu nome, vos ensinará tudo e vos recordará o que eu vos disse”. Que o Espírito Santo envie do céu um raio de Vossa luz, incendeie nossos corações, tão inseguros, duvidosos e repletos de fraquezas. Que não hesitemos em bebermos da fonte de água viva, que renove a nossa fé e esperança, console e reconforte nossas almas nas adversidades e ampare-nos por ocasião das inevitáveis lágrimas. Espírito de amor cure nossas feridas, abrande nossos corações e que ao invés de tormentas, seja repleta em calmaria nossa trajetória e sejamos ricos em virtudes vivendo pela paz. Fique conosco para sempre oh, Espírito do Deus Uno e Trino, e que Vossa presença inunde também a todos os semelhantes, sem distinção. Oh! Espírito Criador e Defensor revele-nos o Filho. Oh! Espírito Santo enche-nos de sabedoria, de inteligência e intensa luz, de fortaleza, conselho e ciência para o bem. Jamais nos faltemos com o respeito e nos mantenhamos nutridos pelos vossos dons e seja feita a Vossa vontade e não a nossa. Mantenha em nossos corações o fogo abrasador e que todos os momentos de nossa vida sejam vividos por Vossa graça e para Vossa honra e glória. Aleluia!    

 



Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior