Edição anterior (2057):
domingo, 28 de junho de 2020
Ed. 2057:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2057): domingo, 28 de junho de 2020

Ed.2057:

Compartilhe:

Voltar:


  Fiscalização

Fiscalização da prefeitura fecha  quatro bares  

Em continuidade a Operação Faça Sua Parte, fiscais identificaram estabelecimentos funcionando em desacordo com os decretos de enfrentamento à Covid-19.

            Na noite de sexta-feira (26.06), fiscais da Secretaria e Segurança, Serviços e Ordem Pública – SSOP, com apoio do Procon e da Guarda Civil, deram continuidade à etapa de fiscalização de restaurantes, iniciada ainda na sexta-feira, por intermédio da Operação Faça Sua Parte. À noite, no entanto, o foco dos agentes públicos foram os bares, que ainda não estão autorizados a funcionar, no plano de retomada das atividades econômicas. Quatro estabelecimentos foram autuados. Um deles, interditado por aglomerar consumidores, sem a adoção de qualquer medida de saúde estabelecida pela Vigilância Sanitária.

 

            No bairro Mosela, um bar foi autuado e multado em R$ 800 pela fiscalização de posturas. No Centro Histórico, na Rua Floriano Peixoto, outros dois bares foram autuados. Um deles pela segunda vez, o que resultou em uma multa no valor de R$ 1.600 pela reincidência. O caso mais grave, porém, foi no Quissamã. O estabelecimento conhecido como “Bar do Zói” atendia, de portas fechadas, consumidores sem qualquer medida de proteção ao contágio do novo coronavírus. 

            “Havia ali um grande número de pessoas concentradas em um espaço pequeno, sem circulação de ar. Um caso similar, na gravidade, ao restaurante-boate que interditamos em conjunto com o Procon, em Itaipava”, informa a Secretária de Segurança, Serviços e Ordem Pública, Karina Bronzo.

            A ação de fiscalização percorreu bares e restaurantes do centro e dos distritos, orientando, autuando e até mesmo interditando estabelecimentos em bairros como Mosela, Bingen, Pedras Brancas, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Correas, Nogueira e Itaipava.

            “A fiscalização é fundamental na retomada das atividades, para que esse retorno ocorra dentro das normas técnicas estabelecidas pela Secretaria de Saúde e assim não tenhamos o crescimento do número de casos o que poderia nos fazer recuar nesse processo”, esclarece o prefeito Bernardo Rossi.

            Os restaurantes, que já estão autorizados a funcionarem, foram orientados a adotar medidas como a disponibilização de álcool em gel para os consumidores e a organização do distanciamento entre as mesas
           

“Na Rua 13 de Maio, por exemplo, fizemos essa orientação em dois estabelecimentos. Em um deles, as recomendações estão sendo seguidas conforme a orientação do poder público. Já em outro, foi orientado para que se aumente o distanciamento entre as mesas. É importante que os gestores dos estabelecimentos acessem o site da prefeitura, confiram os decretos e, em caso de dúvida, entre em contato com as secretarias municipais para buscarem orientação”, ressalta a coordenadora do Procon/Petrópolis-RJ, Raquel M

 



Edição anterior (2057):
domingo, 28 de junho de 2020
Ed. 2057:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2057): domingo, 28 de junho de 2020

Ed.2057:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior