Edição anterior (1517):
sábado, 05 de janeiro de 2019
Ed. 1517:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1517): sábado, 05 de janeiro de 2019

Ed.1517:

Compartilhe:

Voltar:


  Chuvas

Forte chuva causa estragos e transtornos

Duas pessoas ficaram feridas após deslizamento de terra no Monte Florido, na Estrada da Saudade

Philippe Fernandes

 

Os petropolitanos começaram a conviver desde o início de 2019 com os transtornos das tempestades de verão. Com 44 milímetros de chuva em pouco menos de uma hora, a Defesa Civil registrou sete ocorrências. A mais grave foi registrada na Comunidade do Florido, na Estrada da Saudade, onde houve deslizamento de terra que atingiu um imóvel. Duas pessoas foram afetadas pela barreira, sofrendo ferimentos nas pernas. Elas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas para o Hospital Nelson de Sá Earp.

Dois adultos e duas crianças, que moravam no local, não sofreram com o acidente. Quatro residências foram interditadas pela Defesa Civil, deixando 16 moradores desalojados - eles foram orientados a buscar abrigo na casa de parentes. Durante o dia de ontem, a Secretaria de Assistência Social cadastrou as famílias, com o objetivo de dar suporte enquanto elas estiverem desalojadas. O município disponibilizou cesta básica, colchonetes, fraldas, materiais de higiene pessoal, de limpeza, roupas de cama e banho para os moradores. 

Também houve uma queda de barreira nos fundos de um imóvel da Estrada Mineira, em Corrêas. O imóvel está desocupado, uma vez que a moradora procurou abrigo na casa de parentes. Além disso, deslizamentos de terra aconteceram na Rua Bingen; na Vila Catarina, que fica na Estrada da Saudade; no Morro Seco, no Bela Vista; e no Atílio Marotti. Todas as ocorrências não tiveram vítimas.

No caso do Atílio, o incidente aconteceu na Rua Manoel dos Passos, na altura do número 580, por volta de 19h30. O local fica em uma parte mais alta da localidade, que sofreu com outro deslizamento em março do ano passado.

Alagamentos e quedas de árvores

Além disso, quem precisou trafegar pelas principais ruas do Centro e dos bairros sofreu com os transtornos do temporal. Diversas vias ficaram alagadas ou com bolsões d'água. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostrou como os passageiros que esperavam por ônibus na Praça Duque de Caxias tiveram que "driblar" a força da água: a via estava alagada e uma "cachoeira" se formou na parte de trás da calçada, com a água que descia da Rua Santos Dumont. Vias como a Caldas Viana, Alfredo Pachá, Montecaseros e Ipiranga, no Centro, ficaram alagadas. Houve duas quedas de árvore, na Avenida Barão do Rio Branco e na Estrada Alto Pegado, em Secretário - esta interditou completamente a passagem de veículos.



Edição anterior (1517):
sábado, 05 de janeiro de 2019
Ed. 1517:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1517): sábado, 05 de janeiro de 2019

Ed.1517:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior