Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Frederico Amaro Haack
COLUNISTA

 

 

A ESTRADA UNIÃO E INDÚSTRIA NOS ANOS DE 1858 E 1859.

As notícias abaixo foram retiradas do jornal O PARAHYBA dos anos 1858 e 1859, publicado em Petrópolis. Todas relacionadas com a construção da Estrada União e Indústria. Foi preservada a grafia da época, como é um documento histórico o seu conteudo deve ser mantido da forma como se apresenta.

Jornal O PARAHYBA

Quinta-feira, 18 de fevereiro de 1858

DECLARAÇÃO

COMPANHIA UNIÃO E INDUSTRIA

(seção a quem Parahyba)

 Tendo a companhia União e Industria de encetar os trabalhos da 2ª seção de Pedro do Rio ao Parahyba, faz-se publico, para conhecimento dos interessados, que se acha definitivamente terminada uma parte da linha entre Pedro do Rio e a fazenda da Posse.

 A Companhia recebe até 1º de marçoi propostas para execução dos trabalhos, por series de preços ou em globo.

 Os concurrentes encontrarão no escriptorio da companhia em Petrópolis, todas as peças do projecto e informações necessárias. A companhia não tem compromissos nem decidira cousa alguma senão a vista de todas as propostas

Petrópolis, 1º de fevereiro de 1858 – O engenheiro chefe, Bulhões.

Domingo, 21 de março de 1858

DECLARAÇOES

COMPANHIA UNIÃO E INDUSTRIA

O director e presidente da companhia – União e Industria -, tendo contractado com o presidente da imperial companhia da – estrada de ferro e navegação de Petrópolis – a direcção geral de todo o serviço e transporte feito pelo referida companhia de Petrópolis, afim de harmonizal-o com o daquella outra companhia, manda fazer publico, para conhecimento dos interessados, as seguintes alterações e novas disposições, que para maior regularidade e celeridade do dito serviço se devem executar do dia 20 do corrente mez em diante em relação aos passageiros, bagagens e cargas com destino á estação da raiz da serra (Fragoso), e dia 31 em diante em relação ás cargas com o destino á estação de Pedro do Rio.

 As barcas de vapor para o Porto de Mauá partirão ás 6 horas da manhã e 1 da tarde, a primeira conduzindo sómente passageiros e bagagens e comboi de cargas.

 O trêm do caminho de ferro partirá da estação da raiz da serra ás 9 ½ horas da manhãa e 5 da tarde, o primeiro conduzindo cargas e passageiros, o segundo sómente passageiros e cargas leves.

 Os passageiros para a estação de Inhomerim são admitidos na barca que parte da Prainha á 1 hora da tarde, e no trem que parte da raiz da serra ás 9 ½ horas da manhãa, por isso que nas outras horas o trem do caminho de ferro não pára n’aquella estação intermedia.

 Toda bagagem leve, isto é, a que póde ser conduzida pelo próprio passageiro, não paga frete, mas sim, a bagagem pesada, que aliás nunca poderá exceder a volume superior ao peso de 4 arrobas

 A bagagem pesada que tiver que ir na barca das 6 horas da manhãa deverá ser entregue das 3 ás 6 horas da tarde do dia antecedente na estação da Prainha, e a que tiver de ir na barca de 1 hora da tarde deverá ser entregue das 11 horas á meia hora da tarde do mesmo dia.

 Na primeira viagem da Prainha para a raiz da serra e na ultima da raiz da serra á Prainha não se admitirá o transporte de animaes.

 Do dia 20 do corrente em diante haverá diligencias em Petropolis, para a estação de Pedro do Rio, que partirão de Petrópolis meia hora depois da chegada dos carros que fizerem o serviço da serra, e voltarão de Pedro do Rio á 1 hora da tarde.

 Do 1º de abril em diante haverá mais uma diligencia, que partirá de Pedro do Rio á 6 horas da manhãa e voltará de Petropolis as 6 horas da tarde.

  Os bilhetes para as passagens nestas diligencias serão vendidos na estação da Prainha, no hotel inglez e na estação de Pedro do Rio.

 As cargas que tiverem de seguir no mesmo dia da entrega deverão entrar para a estação da Prainha das 6 ½ ás 11 horas da manhãa, seguindo no dia imediato as que entrarem depois daquella ultima hora.

  Para serem recebidos na estação da Prainha os volumes deverão trazer, além da marca, a declaração do peso e do lugar para onde são destinados, tendo os remettentes o cuidado de inutilisar as marcas velhas que nelles possão existir.

 Taes volumes deverão ser acompanhados de uma relação assignada pelo remettente, ou seus representantes, contendo as declarações necessarias, não sómente em referencia aos mesmos volumes, como tambem a tudo quanto possa interessar a sua expedição para o interior.

 Os volumes serão reytirados da estação da Prainha durante o dia immediato ao da entrega do aviso que pela dita estação se fará.

 Sendo mercadoria o penhor das despezas de transporte e dos supprimentos feitos aos remettentes do interior, deverão ser pagas taes despezase supprimentos no acto da entrega dos volumes na estação da Prainha.

Rio de Janeiro, 17 de março de 1858, - O secretario, J Machado Coelho de Castro

Quinta-feira, 8 de abril de 1858

DECLARAÇÃO

UNIÃO E INDUSTRIA

 Do 1º de abril em diante partirá mais um diligencia de Petrópolis para Pedro do Rio e vice-versa, em comunicação com os carros que descem a serra às 8 horas da manha e com aquelles que a sobem de tare.

 Sahirá de Petrópolis para Pedro do Rio às 5 ½ horas da tarde e regressará de Pedro do Rio às 5 ½ horas da manhã.

_______________

 A directoria da companhia União e Industria recebe até dia 14 do corrente as 10 horas da manha, novas propostas para a construção de seção a quem Parahyba.

Quinta-feira, 30 de dezembro de 1859

COMPANHIA UNIÃO E INDUSTRIA

COLONIA DE D. PEDRO II

EM JUIZ DE FORA

 Aviza-se aos colonos que auzentarão sem remir as suas dividas de passagens ou outras que até o dia 31 de dezembro do corrente anno devem satisfazer estas obrigações pois em caso contrario forçarão os seus engajadores a proceder com todo rigor das leis. Aquelles colonos que se acharem em Petrópolis poderão desde já deirigir-se ao escriptorio da companhia nesta cidade onde acharão com quem tratar.

 As dividas poderão ser solvidas em moeda corrente ou por fiança idonea.

 



Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior