Edição anterior (1639):
terça-feira, 07 de maio de 2019
Ed. 1639:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1639): terça-feira, 07 de maio de 2019

Ed.1639:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Gás de cozinha tem redução de 4,4% em Petrópolis

No Estado, preço varia entre R$ 55,98 e R$ 71; Petrobras anunciou novo reajuste nas refinarias

Philippe Fernandes

 No mês passado, o Diário de Petrópolis mostrou que o preço do gás de cozinha teve um acréscimo de 6,7% em um ano. Apesar disso, o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostrou uma variação para baixo de 4,47% em pouco menos de um mês. No dia 9 de abril, o preço médio do produto era de R$ 67,28; na última pesquisa, realizada no dia 25 do mês passado, o preço médio foi de R$ 64,27.

Entre as unidades de abastecimento, o preço variou 10 reais. O menor valor, de R$ 60, foi encontrado em dois postos, o Rondon Revendedora de GLP, do Quitandinha, e no Bingengás. O maior, de R$ 70, foi encontrado pelos pesquisadores da ANP no PDR Gás, de Pedro do Rio. Outros três postos cobraram R$ 65 (Supergasbrás do Bingen; Reis & Chaves, de Corrêas; e AV Comércio de Gás, de Pedro do Rio). O Imperial Comércio e Transporte de Gás, de Corrêas, teve preço semelhante: R$ 64,90.

No Estado, grande variação

A ANP fez o levantamento de preços com relação ao gás de cozinha em 32 municípios de todas as regiões do Estado. Petrópolis aparece em 19º no ranking, com preço superior ao de cidades próximas como Magé, Três Rios, Duque de Caxias e Nova Friburgo; e com valor mais barato que cidades como Teresópolis e Rio de Janeiro.

O valor médio mais baixo, de R$ 55,98, foi encontrado em Araruama. Santo Antônio de Pádua teve o segundo enor valor, de R$ 57,50. Magé aparece na terceira colocação (R$ 57,67), seguida de Saquarema (R$ 57,80) e Nova Iguaçu (R$ 59,33).

Os preços mais altos, na maioria dos casos, foram encontrados em municípios da região sul-fluminense: Barra do Piraí (R$ 73,67), Angra dos Reis (R$ 73,56), Resende (R$ 72,67), Itaguaí (R$ 71,57) e Barra Mansa (R$ 71).

Preço é reajustado nas refinarias

Apesar da boa notícia, a preocupação com o aumento do custo de um produto essencial para as famílias petropolitanas voltou à tona com o reajuste de 3,43% do preço do botijão de 13 quilos nas refinarias. O novo valor passou a valer no domingo (5) e, com isso, o botijão terá um acréscimo de R$ 0,87, passando a custar R$ 26,20 para as distribuidoras sem a cobrança de tributos.



Edição anterior (1639):
terça-feira, 07 de maio de 2019
Ed. 1639:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1639): terça-feira, 07 de maio de 2019

Ed.1639:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior