Edição anterior (1913):
quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020
Ed. 1913:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1913): quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020

Ed.1913:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Gasolina chega a custar R$ 5,34 na Posse

Preço do combustível segue em alta na cidade, de acordo com nova pesquisa da Agência de Petróleo

Philippe Fernandes

 O maior preço chegou a R$ 5,34, no posto Barenco & Coelho da Posse

O valor da gasolina cobrada em Petrópolis continua subindo, conforme o Diário de Petrópolis divulga constantemente. No último levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) no município, no dia 27 de janeiro, a média do produto foi vendida por um centavo a mais do que no levantamento anterior, e alcançou R$ 5,17. O maior preço chegou a R$ 5,34, no posto Barenco & Coelho da Posse.

Outra novidade desta pesquisa é que até mesmo postos que não estão ligados às grandes redes estão, em grande parte, oferecendo o mesmo valor cobrado por postos da Shell, da Ipiranga e da Petrobras. O valor mais barato, de R$ 4,99 pelo litro do combustível, foi oferecido em apenas três unidades: Ônix 1243 (Quitandinha), Borracheiro e Posto de Abastecimento (Itaipava) e Pio Monte (Quissamã).

O NGF, de Corrêas, cobrou R$ 5,09 na última pesquisa; e o Maria Cumprida, de Araras, R$ 5,17. Onze das 18 unidades de abastecimento pesquisadas cobraram R$ 5,19: os dois postos União de Corrêas (um sem bandeira, e outro Petrobras); Trevi (sem marca), Bonsucesso (Ipiranga) e Enzo (Shell), de Itaipava; Amarelinho de Petrópolis (Shell, no Alto da Serra); Ecorodo BR 040 (BR, Araras); Preditiva (BR, Centro); BR Coronel Veiga; e o Auto Posto Vale do Samambaia (Shell).

Para se ter uma ideia, pela primeira vez a média dos postos sem bandeira não foi a mais baixa de todas - isso aconteceu com a rede Ale/Alesat, com duas unidades de abastecimento pesquisadas e valor médio de R$ 5,08. A média dos cinco postos independentes está em segundo lugar, com média de R$ 5,09. Em seguida, Shell (R$ 5,19, com três unidades), Petrobras (seis unidades analisadas e média de R$ 5,21) e Ipiranga (dois postos e preço de R$ 5,24).

Etanol

Se o preço da gasolina cresce a cada levantamento, o que dizer do etanol? O valor do álcool combustível também está chegando a níveis que tiram completamente a sua competitividade. Pesquisas dizem que, para ser vantajoso, o derivado da cana de açúcar deve corresponder a 70% do preço da gasolina. Em Petrópolis, essa proporção chegou a 81% no último levantamento.

O valor médio registrado nos postos de Petrópolis foi de R$ 4,22. O mínimo foi registrado no Pio Monte e no NGF (R$ 3,99); e o máximo, de R$ 4,49, no Vale do Samambaia. No entanto, há uma variação maior do que no preço da gasolina: o consumidor pode encontrar o etanol por R$ 4,09 (Posto União sem bandeira, Preditiva e Ecorodo BR 0400); R$ 4,17 (Maria Cumprida); R$ 4,19 (BR Coronel Veiga, Trevi, Alcatraz e Enzo); R$ 4,25 (Ônix 1243 e Borracheiro e Posto de Abastecimento); R$ 4,29 (Amarelinho); R$ 4,39 (Mercalub); R$ 4,44 (Barenco & Coelho) e R$ 4,48 (Auto Posto Bonsucesso)>



Edição anterior (1913):
quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020
Ed. 1913:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1913): quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020

Ed.1913:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior