Edição anterior (1742):
domingo, 18 de agosto de 2019
Ed. 1742:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1742): domingo, 18 de agosto de 2019

Ed.1742:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Gilberto Pinheiro
COLUNISTA

 

 

UM ÓTIMO EXEMPLO A SER SEGUIDO

Prefeitura do Rio de Janeiro inaugurou no dia 12 de agosto do corrente ano, centro cirúrgico para atender animais

A frente de defesa dos animais no Rio de Janeiro, obteve, nos últimos dias, uma excelente vitória : a prefeitura do Rio de Janeiro construiu  Centro Cirúrgico em Santa Cruz, zona oeste da cidade, que oferecerá a partir de agora, mais de 1 mil vagas mensais para castração gratuita de cães e gatos.  Se levarmos em consideração o outro posto existente na zona norte, poderão ser feitas até 2,5 mil esterilizações por mês, o que é um número bastante considerável.  Esta era uma antiga reivindicação dos protetores dos animais da cidade e, agora, tudo será mais fácil, pois a esterilização de animais é fundamental, para evitar a proliferação, inclusive, de animais abandonados no Rio de Janeiro.   Creio que se trata de um paradigma ou modelo que pode ser espelho pata todo país, afinal, cabe ao Poder Público zelar pelos animais nos Estados e Municípios da Federação.


É um passo muito importante na gestão do prefeito Marcelo Crivella e, agora, precisamos fazer com que se torne realidade o trabalho de conscientização nas escolas, aliás, o que tanto defendo há sucessivos anos.  Tem-se que educar, caso contrário, o cenário de abandono e proliferação de animais pelas ruas da cidade será o mesmo.  Como se diz popularmente: se não mudar o contexto, estaremos enxugando gelo, essa é a grande verdade.   Por isso, como defensor dos animais, educador e jornalista, parabenizo a iniciativa da prefeitura do Rio de Janeiro, na certeza que, os defensores dos animais estão no caminho certo, com vozes reverberando, exigindo das autoridades governamentais o que consta na lei.

 


Outras duas metas a serem seguidas e reivindicadas, têm seu modelo europeu:  casinhas e locais de alimentação para animais de rua, principalmente, no inverno, quando eles mais sofrem nas ruas de nosso país.  Na Espanha, assim como alguns outros países, esse modelo de proteção animal é comum e precisa ser assim também no Brasil, no municípios ou cidades. Animais, como sabemos, são seres sencientes e sofrem como todos nós e não podemos esquecer que são tutelados pelo Estado. É importante que a sociedade brasileira tenha ciência disso - não se pode postergar decisões na proteção animal.  Temos ainda muito a conquistar, mas, com certeza, estamos no caminho certo na defesa desses seres vivos e sencientes que se estende a todos os animais domésticos e domesticáveis, os que estão mais próximos da sociedade brasileira, sem esquecer, naturalmente, os animais silvestres e exóticos.  Estamos indo bem e Deus ajuda a quem se esforça.  E que continue assim, vicejando novas conquistas pelo bem-estar dos animais, na certeza que os melhores exemplos precisam ser seguidos.       



Edição anterior (1742):
domingo, 18 de agosto de 2019
Ed. 1742:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1742): domingo, 18 de agosto de 2019

Ed.1742:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior