Edição anterior (1639):
terça-feira, 07 de maio de 2019
Ed. 1639:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1639): terça-feira, 07 de maio de 2019

Ed.1639:

Compartilhe:

Voltar:


  Política

Governador reúne bancada federal para discutir reforma da previdência

Deputados conheceram a proposta e os impactos da medida para o Rio de Janeiro

O governador Wilson Witzel se reuniu, na tarde desta segunda-feira (06/05), com a bancada federal para uma rodada de diálogo sobre a reforma da previdência proposta pelo Governo Federal. O encontro, no Palácio Guanabara, contou com a presença dos deputados federais, além dos senadores Arolde de Oliveira e Flávio Bolsonaro. A reunião teve o intuito de esclarecer alguns aspectos em prol da aprovação da reforma e explicar quais são os principais impactos da medida para o Rio de Janeiro.

- Foi uma reunião de aproximação, juntamente com os senadores Flávio Bolsonaro e Arolde de Oliveira, com o objetivo de conversar com os deputados e tentar buscar o consenso em algumas propostas sobre a reforma da previdência. É importante para o Brasil e para os estados e municípios. Os deputados ainda têm muitas questões a serem esclarecidas, especialmente com algumas categorias que podem ter algum aumento significativo de trabalho, como é o caso dos professores. Temos que ter em mente que, se não for feita a reforma da previdência, nós podemos entrar em colapso. Então, todos têm que estar envolvidos com essa questão – reafirmou o governador.

Aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a reforma da previdência está, atualmente, sendo analisada em uma comissão especial. De acordo com o Governo Federal, a medida pode resultar em uma economia para o país de R$ 1,2 trilhão em uma década. O deputado Dr. Luizinho (PP) ressalta que outros países tiveram o mesmo problema com a questão previdenciária.

- O Brasil se vê dentro de uma reforma da previdência, que é uma necessidade absoluta mundial pelo aumento da expectativa de vida. A reforma é uma necessidade – disse o parlamentar.

Hugo Legal (PSD) acredita que o Rio de Janeiro, por já ter adotado algumas medidas, pode contribuir com a discussão da atual proposta.

- Já vi algumas coisas aqui que já foram feitas pelo estado e podem servir de exemplo para outros estados para essa discussão no cenário nacional. É mostrar que o Rio de Janeiro já cortou na carne – falou o deputado.

No próximo dia 08, Wiztel vai a Brasília para se encontrar com os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, para apresentar um pacote de propostas debatidas com os governadores de outras federações sobre outras questões que afetam os estados.

Fotos: Paulo Vitor.

 



Edição anterior (1639):
terça-feira, 07 de maio de 2019
Ed. 1639:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1639): terça-feira, 07 de maio de 2019

Ed.1639:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior