Edição anterior (1789):
sexta-feira, 04 de outubro de 2019
Ed. 1789:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1789): sexta-feira, 04 de outubro de 2019

Ed.1789:

Compartilhe:

Voltar:


  Literatura

Grupo de leitura do Cenip participa da Flisi nesta sexta-feira

 

 

Jovens abordarão temas sociais através de batalhas de poesias

Patrícia Kneisch – Especial para o Diário

O clube Leitores Além do Século, participará, nesta sexta-feira (04), da Festa Literária da Serra Imperial (Flisi). O grupo de leitura do Colégio Estadual D. Pedro II foi fundado em 2016 pela professora responsável pela biblioteca, Ana Paula Stauth Name, e tem como propósito levar o amor pela leitura para os alunos através de músicas, poesias, cordéis e várias outras práticas culturais. Os alunos são incentivados, também, a escrever e o que não falta são paródias baseadas em poemas e contos de grandes autores, como Machado de Assis e Vinicius de Moraes. De acordo com a professora Ana Paula, chamada carinhosamente pelos alunos de Tia Paulinha, o mais importante é o respeito que eles têm uns pelos outros e pela individualidade, e é por isso que o grupo dá tão certo.

- Se você estiver em um grupo onde não tem respeito, não vai para frente. Eles não precisam se amar, mas estarem juntos e trabalhando. Cada um aqui veio de uma crença, de uma cidade e isso é muito importante, porque eles aprendem a conviver um com o outro. São todos diferentes, mas dá certo – conta Stauth.

A professora disse que a motivação para criar o clube foi chegar no Cenip, entrar na biblioteca e ver aquele lugar enorme sem nenhuma atividade. Era um desperdício de espaço e de talentos. Para Paula, a biblioteca tem que ser muito mais do que um lugar para pegar livros emprestados, é um lugar de acolhimento.

Para o aluno Marcus Melo, o que o motivou a entrar no grupo foi a alegria que via nos participantes.

- Estavam todos felizes, brincando, lendo, recitando, falando de livros, cantando e eu achei muito interessante. Comecei a frequentar mais a biblioteca, virei um agregado e depois já era um dos leitores – revela.

Para a aluna Sofia Maria, eles chegam na biblioteca e vão ficando até que se torna impossível não participar, seria como deixar o dia incompleto.

- Nós podemos ser mais próximos de um do que de outro do lado de fora, mas, dentro da biblioteca, é como se todos nos conhecêssemos com o mesmo nível de intimidade. Aqui nós aprendemos a ser nós mesmos e temos liberdade para isso – contou Marcelle de Morais.

Ao serem questionados se eles sabiam que estavam em um clube de leitura totalmente fora do normal, os alunos, rindo, disseram que essa é a graça.

- Quando chegam alunos novos a gente já fala “ se prepara ” – completou Marcus.

Para o grupo foi muito importante ter sido convidado para a Flisi, pois o trabalho dele, que começou em 2016, está sendo reconhecido. A professora Ana Paula disse que nunca fez nada para o projeto sair dos portões da escola, e, se agora está, o mérito é todo dos alunos.

- Nós somos como uma orquestra e a Tia Paulinha é a nossa Maestra – cita a aluna Isabelle Rice.

A participação deles na Flisi será hoje, às 14h, na Concha Acústica do Museu Imperial. Os temas abordados, através de um Slam Poético, serão intolerância religiosa, desigualdade social e os problemas indígenas.

A Flisi, Festa Literária da Serra Imperial, é organizada pelo Instituto Oldemburg de Desenvolvimento e esta é a sua 4ª edição. Em apenas quatro anos de projeto, já foram implantadas dez bibliotecas e, em 2019, mais uma será inaugurada, dessa vez na Escola Municipal São Judas Tadeu.

 



Edição anterior (1789):
sexta-feira, 04 de outubro de 2019
Ed. 1789:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1789): sexta-feira, 04 de outubro de 2019

Ed.1789:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior