Edição anterior (1487):
quinta-feira, 06 de dezembro de 2018
Ed. 1487:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1487): quinta-feira, 06 de dezembro de 2018

Ed.1487:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Guias de turismo cobram mais fiscalização e segurança

Natália Rodrigues natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

 

Com o início do Natal Imperial, o tráfego de ônibus de turistas que visitam a cidade aumenta drasticamente. Mesmo assim, guias de turismo reivindicam mais ações por parte do poder público, irregularidade cometida por veículos particulares e presença da guarda civil na Praça 14 Bis, localizada na Av. Roberto Silveira, no Centro, são as que mais desagradam.

De acordo com relatos feitos ao Diário pela presidente da Associação de Guias de Turismo de Petrópolis Ana Beatriz de Oliveira, os transtornos ocorrem na maioria dos pontos turísticos. No

- Tem problemas em todos os pontos turísticos. Infelizmente o turismo está sendo tratado em segundo plano ao invés de ser prioridade. Mas o turista gera renda para a cidade, consumindo nos restaurantes e comprando nas diversas lojas da cidade. Em outubro, entregamos um dossiê relatando os problemas que enfrentamos na cidade para a prefeitura e diversos órgãos ligados ao turismo, não tivemos resposta e pelo jeito não resolveu – falou.

No Museu Imperial, localizado na Rua Imperatriz, no Centro, é permitido o embarque e desembarque para os veículos de turismo, mas carros estacionam no local e impedem a aproximação dos ônibus parando em fila dupla que acaba afetando o trânsito. Além disso, coletivos que fazem as linhas municipais param no ponto, apesar da presença de uma placa informando que paradas são permitidas somente após as 20h.

- Os motoristas estacionam os veículos em qualquer local por falta de fiscalização. Se um agente de trânsito atuasse na área isso não se repetiria. Os motoristas dos coletivos também não respeitam a sinalização e param no ponto fora do horário permitido – disse Ana.

Segundo a guia, situação semelhante ocorre na Praça 14 Bis. Ela ainda acrescenta sobre a falta de guardas civis na região.

- Na praça só são permitidos carros após as 17h, mas não é o que acontece vários carros param no lugar dos ônibus ao longo do dia, mas a praça foi criada especificamente para uso dos veículos de turismo. Sem contar que vemos com freqüência usuários consumindo drogas no local, os guardas civis são vistos somente quando acionamos, mas ficam durante um tempo e vão embora. O ideal seria que uma viatura ou agentes permanecessem integralmente na área – contou.

Indagada pelo jornal, a prefeitura respondeu que a Guarda Civil reforçou o efetivo na rua e está atuando para coibir, entre outras ações, o estacionamento irregular em vagas destinadas para ônibus de turismo. A corporação mantém agentes em locais como a Praça da Liberdade e a Catedral São Pedro de Alcântara, de onde partem para rondas de patrulhamento tanto nesses pontos turísticos quanto em locais próximos, como a Praça 14 Bis, o Palácio de Cristal e a Rua da Imperatriz (ao lado do Museu Imperial).

São cerca de 55 homens atuando diariamente em toda cidade, que podem ser acionados por qualquer pessoa para que seja verificado irregularidades quanto ao uso por outros veículos das vagas destinadas aos ônibus de turismo.



Edição anterior (1487):
quinta-feira, 06 de dezembro de 2018
Ed. 1487:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1487): quinta-feira, 06 de dezembro de 2018

Ed.1487:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior