Edição anterior (2056):
sábado, 27 de junho de 2020
Ed. 2056:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2056): sábado, 27 de junho de 2020

Ed.2056:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral
 

HCC registra queda de pelo menos 30% nos atendimentos ambulatoriais

Jaqueline Ribeiro  - espacial para o Diário

Assim como outros hospitais da rede privada, a queda na demanda por atendimento ambulatorial também vem sendo sentida no Hospital Clinico de Correas (HCC) em função da pandemia de covid-19. A unidade que atende pacientes por convênio e também oferece consultas populares em 22 especialidades, registrou uma queda de pelo menos 30% nos atendimentos.     - Registramos esta queda no ambulatório. Em relação aos exames a queda foi ainda maior neste período, em torno de redução 40% nos exames. Agora as pessoas estão retornando. Tudo isso com muito cuidado, fazendo triagem, medindo a temperatura dos pacientes, fazendo a separação de cadeiras, disponibilizando álcool em gel, enfim, adotando todas as medidas sanitárias necessárias - pontua Natalia Pessurno, do setor administrativo do Hospital.

Outra medida preventiva diante da pandemia foi a ampliação do intervalo entre consultas no hospital. - Um cardiologista que normalmente atendia 20 pacientes durante uma manhã, hoje atende apenas metade disso - explica.

No  hospital Unimed a  procura no Pronto Atendimento também caiu em todas as clínicas. A média de atendimento de urgência e emergência , que antes da pandemia girava  de em torno de 4 mil mensal, atualmente está em  aproximadamente 1.500 atendimentos por mês. A queda também foi sentida nas cirurgias. Considerando o número de cirurgias realizadas em janeiro e fevereiro, a redução é de 23% em março e 64% em abril e maio. O número de internações também caiu na unidade , que registra . redução de 11% em março e 41% em abril e maio, comprados aos dados de janeiro e fevereiro. 

 - Estamos trabalhando desde o início da pandemia com todas as medidas de prevenção a Covid-19 recomendadas pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual e Municipal de saúde.  Dentre elas, a separação do atendimento de urgência e emergência dos atendimentos de pessoas com sintomas respiratórios graves sugestivos para a covid-19 que ocorrem em um contêiner e áreas de internação exclusivas, tanto enfermaria quanto UTI - explicou o  presidente da Unimed Petrópolis, Rafael Gomes de Castro.

 



Edição anterior (2056):
sábado, 27 de junho de 2020
Ed. 2056:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2056): sábado, 27 de junho de 2020

Ed.2056:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior