Edição anterior (2532):
quinta-feira, 14 de outubro de 2021
Ed. 2532:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2532): quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Ed.2532:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

HMNSE prefeito e secretário de Saúde vistoriam obras da psiquiatria e acompanham instalação do tomógrafo, que entra em funcionamento mês que vem

 

Foto: Divulgação PMP

Uma semana após o início das obras para reforma e ampliação do setor de psiquiatria do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, o prefeito Hingo Hammes e o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho estiveram no hospital verificando o andamento dos trabalhos, que devem estar concluídos em três meses. Durante a vistoria na unidade de saúde, eles acompanharam também a colocação do tomógrafo na nova sala que está sendo preparada para o funcionamento do equipamento. A previsão é de que obras estejam concluídas até o fim deste mês e que o novo tomógrafo entre em funcionamento em novembro.

“São mudanças significativas e que farão uma grande diferença no Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, tanto para as equipes quanto para a população que busca atendimento no local. Vamos praticamente dobrar o espaço da psiquiatria, que passará a ter uma estrutura mais adequada para o atendimento. E, ainda antes disso, vamos colocar o tomógrafo para funcionar. A previsão é de que as obras no espaço para tomografia estejam concluídas até o fim deste mês. O tomógrafo será instalado e a equipe será treinada para operar o equipamento. Estamos trabalhando para que, em novembro, as tomografias comecem a ser realizadas aqui”, diz o prefeito Hingo Hammes.

“Estamos acompanhando de perto o andamento das obras e, em paralelo, a Secretaria de Saúde está trabalhando para a liberação de todas as licenças necessárias para que o tomógrafo comece a operar tão logo a instalação esteja concluída”, completa o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.

Já a reforma e ampliação do setor de psiquiatria do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp deve ser concluída em três meses. O novo espaço permitirá uma melhor estrutura para atendimento a quem precisa de tratamento psiquiátrico, com atendimento 24h a pacientes em crise. O projeto prevê a reestruturação dos espaços, que passam a contar com oito leitos de saúde mental - quatro masculinos e quatro femininos - para estabilização de pacientes, além de uma sala específica de observação para psiquiatria pediátrica. O espaço terá ainda três leitos para receber pacientes de emergência e um consultório para atendimento. As intervenções permitirão que a área da psiquiatria passe a ser mais ampla, com iluminação natural, segurança e entradas separadas para pacientes socorridos por equipes de emergência e para aqueles que derem entrada por meios próprios. A unidade terá funcionamento 24 horas e uma estrutura com melhor qualidade para receber os pacientes, que poderão permanecer pelo tempo que for preciso até que tenham o quadro estabilizado. A unidade passará a contar com equipe técnica multidisciplinar, com médico, psicólogo, assistente social, enfermeiro, técnico de enfermagem, equipe de apoio e segurança.



Edição anterior (2532):
quinta-feira, 14 de outubro de 2021
Ed. 2532:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2532): quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Ed.2532:

Compartilhe:

Voltar: