Edição anterior (2198):
segunda-feira, 16 de novembro de 2020
Ed. 2198:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2198): segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Ed.2198:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Hospitais privados  registram aumento na demanda de pacientes com covid-19

Jaqueline Ribeiro – Especial para o Diário

 

Hospitais particulares da cidade vêm registrando aumento na demanda por atendimento de pacientes com sintomas de covid-19. Consultados pelo Diário, a maioria dos representantes e médicos dos Hospitais SMH-Beneficência Portuguesa, Nossa Senhora Aparecida, Santa Teresa e Unimed apontam que o aumento dos casos ocorre principalmente nas semanas após os feriados prolongados, o que acende o sinal de alerta em relação aos riscos de contágio e a necessidade de prevenção. Ainda que sem causar grande impacto sobre a ocupação de leitos - o município tinha na sexta-feira 31,43% dos leitos de UTI e 12,96% dos leitos clínicos ocupados -  unidades de saúde tanto da rede pública quanto privada tem visto a demanda por leitos, principalmente de UTI subirem após fins de semana de maior aglomeração.

 - Temos observado desde setembro que embora haja uma estabilização de casos de covid e a situação esteja controlada na cidade, em geral após os feriados prolongados temos aumento de casos e internações. Já havíamos verificado isso no feriado de 7 de setembro. Agora, após o feriado de finados, tivemos um outro aumento significativo nas internações em leitos de UTI. Hoje estamos com 14 pacientes internados nos leitos exclusivos para covid – explica o médico Haroldo Kurike, diretor do Hospital Clinico de Correas, que administra o Hospital Nossa Senhora Aparecida (HNSA).

No SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis, a procura pelo Pronto Atendimento registrou um leve aumento de pacientes com suspeita de Covid-19 nos meses de setembro e outubro, a unidade destaca, no entanto que os números não são alarmantes. A maioria dos casos não tem indicação de internação e a média diária de internações por suspeita de coronavírus se mantém baixa. Na sexta-feira  o hospital tinha seis pacientes em leitos de UTI Covid e cinco em leitos clínicos.  - Os feriados seguidos e recentes contribuem, sem dúvida, para que os casos não diminuam. As eleições previstas para este domingo (15) representam, novamente, um foco de aglomerações, o que, consequentemente, alimenta a disseminação do vírus - pontua o diretor executivo operacional do SMH, Fernando Baena,

O Hospital Santa Teresa também vem registrando aumento na procura por atendimentos a pacientes com sintomas de covid-19. O hospital tinha na sexta-feira 22 pacientes internados com covid-19, sendo 16 internados em leitos clínicos para covid e outros seis em leitos de UTI – todos cujos casos são confirmados para covid-19. Em setembro o hospital teve 49 internações por covid-19, sendo 37 em leitos clínicos e 12 em UTI. Em outubro a demanda foi menor, com 32 pacientes internados pela doença, sendo 26 em leitos clínicos e seis em UTI.

Dados do portal de monitoramento de casos de covid-19 da Secretaria de Saúde apontam que na sexta-feira o Hospital Unimed tinha oito pacientes internados com sintomas de covid-19. Três deles em leitos clínicos, dois dos quais já confirmados para a doença e outros cinco pacientes internados em leitos de UTI, cujos exames ainda estão em análise. Na semana passada, o  infectologista Marco Liserre, do Hospital Unimed, já havia apontado o aumento na demanda por atendimentos e chamava  atenção para a importância da prevenção. – Infelizmente é que as pessoas estão agindo como se a pandemia fosse uma página virada. Estamos vendo o número de casos aumentando, Isso é observado principalmente após os feridos prolongados e acontece sobre tudo por conta das aglomerações. As pessoas perderam a consciência de que a pandemia ainda está em curso – disse.

Balanço divulgado pela Secretaria de Saúde na noite de sexta-feira (13.11) apontava que Petrópolis tinha 48 pacientes internados com sintomas de covid-19, sendo 29 em leitos SUS e 19 em leitos particulares. Dos 29 atendidos na rede pública, 22 ocupavam leitos de UTI e sete estavam em leitos clínicos. Já entre os 19 internados na rede privada, 11 estavam em leitos de UTI e sete em leitos clínicos.

Especialistas e autoridades de Saúde que vem sendo ouvidos pelo Diário reforçam que a população não deve esquecer que a pandemia ainda está em curso, que ainda não há remédio específico ou vacina eficaz contra a covid-19 e que, portanto, a única forma de se proteger continua sendo a prevenção. É importante evitar as aglomerações, respeitar o distanciamento social, usar máscaras sempre que sair de casa - cobrindo totalmente o nariz e a boca -  além de outras medidas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, uso de álcool em gel e não compartilhamento de objetos pessoais como talheres, por exemplo.

 



Edição anterior (2198):
segunda-feira, 16 de novembro de 2020
Ed. 2198:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2198): segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Ed.2198:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior