Edição anterior (1733):
sexta-feira, 09 de agosto de 2019
Ed. 1733:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1733): sexta-feira, 09 de agosto de 2019

Ed.1733:

Compartilhe:

Voltar:


  Polícia

Idoso é preso acusado de ter estuprado as netas de 6 e 8 anos, respectivamente

Menores de idade representam 78% das vítimas de estupro na cidade

Acusado de estuprar as netas de 6 e 8 anos, na Posse, um idoso de 67 anos foi preso pela Polícia Civil, na manhã de quarta-feira (8), por volta das 9h, em cumprimento a um Mandado de Prisão expedido pelo Juizado Especial de crime de Violência Doméstica. As duas vítimas foram submetidas a exame de corpo delito, confirmando que houve “ato libidinoso diverso da conjunção carnal”.

Ele foi preso em casa, na Estrada do Brejal, na Posse. Os crimes, segundo investigações desenvolvidas por policiais da 106ª DP (Itaipava), teriam acontecido na Comunidade dos Albertos e foram denunciados através do Centro de Referência e Assistência Social – CRAS que atende ao distrito.

As investigações foram imediatamente iniciadas, e as vítimas, ouvidas por psicólogos do Núcleo de Atendimento Pedagógico – NAPE, especializado em atendimento infanto-juvenil, em razão da baixa idade. As duas meninas relataram os abusos sexuais praticados pelo avô paterno e após a conclusão dos trabalhos, a delegada Juliana Ziehe representou pela prisão do idoso.

Segundo a polícia, as vítimas possuem dois irmãos, também menores de idade. Estes, no entanto, não relataram abuso sexual aos psicólogos e, ao contrário das irmãs, os laudos de exame de corpo delito deram resultado negativo. Os pais das crianças também estão sendo investigados, pois testemunhas ouvidas na delegacia de Itaipava, relataram que eles sabiam do fato e que o avô paterno era responsável pelo sustento da casa, onde todos residiam.

O idoso será encaminhado para o sistema prisional do Rio de Janeiro e ficará à disposição da justiça.

Menores de idade representam 78% das vítimas de estupro

Dados do Dossiê Mulher 2019, divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP) e referente ao ano passado, informam que menores de idade são as maiores vítimas de estupro da cidade. De 118 estupros registrados em 2018 em Petrópolis, 78% tinham, como vítima, pessoas entre 0 e 17 anos.

O número é ainda mais alarmante quando se olha especificamente os casos envolvendo crianças de até 11 anos, que são as maiores vítimas. Das vítimas, 42,4% eram crianças, a maior fatia do total. O segundo maior número é relativo aos adolescentes, de 12 a 17 anos, que representam 35,6% das vítimas.

Além disso, o ISP aponta que 44,9% dos estupros aconteceram na parte da manhã, entre 6h e 11h59. Apenas neste  ano, já foram 68 casos de estupro denunciados em Petrópolis. Destes casos, 42, ou 61,7% do apanhado.



Edição anterior (1733):
sexta-feira, 09 de agosto de 2019
Ed. 1733:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1733): sexta-feira, 09 de agosto de 2019

Ed.1733:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior