Edição anterior (1548):
terça-feira, 05 de fevereiro de 2019
Ed. 1548:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1548): terça-feira, 05 de fevereiro de 2019

Ed.1548:

Compartilhe:

Voltar:


  Incêndio
Fotos: Serra Drone Petrópolis / Alcir Aglio 

Incêndio destrói prédio histórico na Rua do Imperador, no Centro

Chamas teriam iniciado em lanchonete e atingiram academia e farmácia

João Vitor Brum - joaovitor@diariodepetropolis.com.br

Moradores do Centro Histórico ficaram chocados com um incêndio de grande porte que atingiu um prédio comercial, localizado na Rua do Imperador, na madrugada do último domingo (3). As chamas foram vistas de diversos pontos da região e foram controladas pelo Corpo de Bombeiros rapidamente. Ninguém se feriu, mas três estabelecimentos, localizados no espaço, ficaram completamente destruídos pelas chamas.

O fogo teve início pouco depois da 1h, em uma lanchonete ao lado do Edifício Profissional, na altura do número 982 da via, e atingiu uma academia localizada na parte superior do prédio, uma farmácia e uma loja vazia, todas no mesmo prédio. O teto da academia cedeu e os equipamentos ficaram totalmente destruídos, assim como o espaço da lanchonete.

O Corpo de Bombeiros chegou ao local por volta das 2h e o fogo foi debelado às 4h50. Entretanto, os militares precisaram retornar na manhã de domingo, pois muita fumaça estava saindo dos escombros, assustando populares.

Em redes sociais, pessoas alegavam que as chamas teriam voltado, mas o fato foi desmentido pelo Comandante do 15º Grupamento de Bombeiros Militares, Ramon Camillo. Segundo ele, é normal que saia fumaça nestas situações, pois a área ainda está muito quente, porém sem brasas.

 Uma equipe da Secretaria de Defesa Civil foi até o local no domingo e o interditou preventivamente, e voltou nesta segunda-feira (4), quando foi constatada a necessidade de fechar o prédio. O trânsito de pedestres está restrito a um trecho da calçada, por conta de riscos de desplacamentos da fachada. O laudo do órgão recomenda que a marquise do imóvel seja escorada até que a estrutura interna do prédio seja reconstruída.

Nas redes sociais, o dono da academia Quality Fitness, que foi destruída pelo incêndio, lamentou a situação. "Um sonho construído durante 11 anos (...) que acabou (...), colocando mais de 30 funcionários sem trabalho. Quality Fitness, 11 anos de construção consumido em menos de 2 horas", desabafou. 

Em sua página oficial, o estabelecimento comunicou o ocorrido aos funcionários e clientes, por meio de nota. “Nesta madrugada (...) nossa academia foi encontrada em chamas. O fogo consumiu exatamente tudo. Estamos estarrecidos e sem rumo ainda, pois não conseguimos acreditar no ocorrido. Os canais de comunicação da cidade informaram que o incêndio teve início na lanchonete abaixo da academia. Pedimos a compreensão de todos alunos, funcionários e parceiros até que tudo possa ser assimilado”.

A lanchonete Bem Bolado foi procurada, mas não foi encontrado nenhum contato dos proprietários. A farmácia Ame Popular foi contatada por meio de sua página oficial, mas não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.

Outros dois incêndios mobilizaram o Corpo de Bombeiros

Dois outros incêndios foram registrados entre domingo e segunda-feira, totalizando três casos em menos de 30 horas. O segundo caso foi na Rua Maria Lima, no Alto Independência, e o terceiro em uma casa no Quissamã, onde outros incêndios já foram registrados.

Por volta das 14h50, o Corpo de Bombeiros foi acionado para combater o incêndio no Independência. Um galpão utilizado como ferro velho foi tomado por chamas. A via é de difícil acesso para viaturas d’água, o que atrapalhou o trabalho dos militares, que precisaram utilizar um fireflex de capacidade de 500 litros, além de mananciais de residências próximas. O fogo foi contido por volta das 18h e o local foi entregue à Defesa Civil.

Na manhã desta segunda, por volta das 7h20, em uma residência abandonada, localizada no número 180 da Rua Quissamã, foi registrado um princípio de incêndio, em uma pilha de lixo acumulada em um dos cômodos. Esta é a terceira vez que este tipo de ocorrência acontece no local, que seria utilizado por usuários de droga, segundo moradores da região.

O Corpo de Bombeiros esteve no local e o fogo foi debelado por volta das 8h45, sem feridos. A Defesa Civil ficou responsável pela vistoria do espaço, e foi questionada quanto à fiscalização do local, a estrutura da casa, se há algum laudo anterior ao ocorrido e se um novo documento será emitido.

Também questionamos sobre como denunciar imóveis abandonados e quais são as consequências para o proprietário, e a secretaria respondeu que “o imóvel na Rua Quissamã já havia sido interditado em outubro do ano passado.  Na manhã desta segunda-feira, após um incêndio, os técnicos retornaram ao local para uma nova vistoria e mantiveram a interdição. A casa é de responsabilidade do proprietário, que será notificado novamente sobre a interdição”.

 



Edição anterior (1548):
terça-feira, 05 de fevereiro de 2019
Ed. 1548:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1548): terça-feira, 05 de fevereiro de 2019

Ed.1548:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior