Edição anterior (2297):
terça-feira, 23 de fevereiro de 2021
Ed. 2297:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2297): terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Ed.2297:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

ISP: dobra o número de adolescentes apreendidos em Petrópolis

De acordo com Instituto, registros foram de 10 para 20 entre dezembro e janeiro

Wellington Daniel

 

O número de auto de apreensão de adolescentes por prática de ato infracional dobrou de dezembro de 2020 para janeiro de 2021, de 10 para 20. Os dados são do Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro (ISP) e foram divulgados ontem (22). Ainda de acordo com as informações do ISP, foram 11 registros em janeiro de 2020.

Os números do ISP também apontam para o crescimento do total de furtos na cidade no mês de janeiro em relação a dezembro, de 44,3%, indo de 88 para 127. Já no primeiro mês de 2020 foram 152, o que representa uma diminuição de 16,4% comparado com os dados de 2021. Já o total de roubos, foi de oito em dezembro para 22 em janeiro.

Cresceu também o número de registros de ameaças. Em dezembro, foram 93 contra 120 do mês passado. Em relação a janeiro de 2020, queda de 10,4%, quando foram 134. Tendência parecida foi observada em casos de lesão corporal dolosa, de 88 para 103 registros (+17%) entre um mês e outro e de 141 para 103 na comparação entre os meses de janeiro (-26,9%).

 

Estelionato

Após meses batendo recordes, o número de casos de estelionato voltou a cair em Petrópolis. De acordo com o ISP, foram de 71 para 61 entre dezembro e janeiro, o que representa diminuição de 14,1%. O valor foi menor até mesmo que o registrado no primeiro mês de 2020, quando foram 63.

Os casos de extorsão se mantiveram em um patamar parecido, com quatro casos, mesmo número de um ano atrás. Em dezembro, foram três. A cidade ainda teve um registro de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Nos outros períodos, não houve registro deste último crime.

 

Crimes violentos

O número de crimes violentos letais intencionais cresceu de quatro para seis na virada do ano. Em janeiro de 2020, um caso foi registrado. Já as ocorrências de homicídio doloso foram de quatro para cinco entre dezembro e janeiro. Há um ano, a cidade também tinha tido apenas uma ocorrência.

As tentativas de homicídio caíram de quatro para dois entre dezembro e janeiro. Já os registros de estupro, foram de 11 para oito neste período. É o mesmo número do registrado no primeiro mês de 2020.



Edição anterior (2297):
terça-feira, 23 de fevereiro de 2021
Ed. 2297:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2297): terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Ed.2297:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior