Edição anterior (1764):
segunda-feira, 09 de setembro de 2019
Ed. 1764:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1764): segunda-feira, 09 de setembro de 2019

Ed.1764:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
José Luiz Alquéres
COLUNISTA

 

 

 HISTÓRIA É IMPORTANTE ?

Num determinado país, famoso por um certo clima carnavalesco e alegria de viver de seus habitantes a situação não andava nada bem. Um presidente da república nao tinha terminado o seu mandato e apesar do seu substituto legal ter montado um bom ministério, as condições econômicas se degradaram muito rápido .

O apoio popular e da esquerda que o presidente cortejava, alimentado por promessas irrealizáveis , não foi suficiente para se contrapor a um forte movimento de direita e classe média, que acabou levando ao poder um militar. Esse promoveu um arrocho econômico visando o equilíbrio fiscal do governo e também foi bem mais atento no tocante a reduzir a corrupção . Dois ou três anos depois as coisas melhoraram embora a repressão tenha sido grande contra as manifestações sindicais e de estudantes.

Na sequência o novo regime cassou  políticos  visando renovar o Congresso. Prendeu ou exíliu vozes discordantes. Aumentou o número de Ministros do Supremo Tribunal Federal , nomeando gente competente mas afinada com a linha do governo.Com isso o governo recebeu amparo jurídico para suas ações . Movimentos terroristas surgidos foram reprimidos , como obviamente sempre serão em qualquer país e qualquer regime. Não há exemplo na história que não tenham sido. Houve exageros e uso abominável da tortura, que nem a guerra justifica.

O Congresso que de início saudou as mudanças foi reagindo e acabou sendo fechado por uns tempos.

Vinte anos depois  o aparecimento de uma nova e persistente crise econômica acabou derrotando o governo que mantinha esta linha e a oposição voltou ao poder.

Tudo isso começou há quase 60 anos, quando Jânio Quadros renunciou. Hoje , desta vez dentro dos rituais democráticos , estamos vivendo uma situação com algumas semelhanças com aquela anterior, de cujo estigma o país ainda busca superar, negando reconhecer os inúmeros aspectos positivos do passado e fixando-se no que ele fez de mal.

O conhecimento da história é vital para evoluirmos politicamente, e  deve ser feito  reconhecendo acertos e erros, celebrando aqueles, condenando estes mas sobretudo  olhando para frente e aproveitando as lições do passado.

Nao é infelizmente o que temos visto . Posições extremadas tem dividido o país que deveria estar concentrado na solução de seus inúmeros problemas. Será que isso se dá pela incompetência de quem governa e acirra este ambiente? Ou pelo contrário , quem perdeu as eleições e tem espersnça de voltar  é que visa impedir o sucesso de quem governa.

Esta guerra interna , este desmoralizar das instituições decididamente não contribui para o progresso social que todos almejamos.

Quem  governa não deve governar para quem o elegeu e sim para o conjunto. A maioria o escolheu mas a sua obrigação é governar indistintamente para todos.

A história mostra que ignorar isso é fazer o país voltar para trás num mundo que evolui muito rápido. Até para se ficar no mesmo lugar se deve correr muito...



Edição anterior (1764):
segunda-feira, 09 de setembro de 2019
Ed. 1764:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1764): segunda-feira, 09 de setembro de 2019

Ed.1764:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior