Edição anterior (1667):
terça-feira, 04 de junho de 2019
Ed. 1667:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1667): terça-feira, 04 de junho de 2019

Ed.1667:

Compartilhe:

Voltar:


  Polícia

Jovem é assaltado e agredido na Praça da Liberdade

Vítima voltava para casa quando foi abordada pelo criminoso

Leticia Knibel - Especial para o Diário

 

O caso do rapaz que foi assaltado e agredido enquanto voltava para casa na madrugada do último domingo (02), na Praça da Liberdade, chocou os petropolitanos no início desta semana.

Segundo informações da vítima, ela voltava de uma festa de aniversário na casa de amigos por volta das 4h30, e se dirigia ao ponto de ônibus localizado em frente ao Clube Petropolitano, na Avenida Roberto Silveira, quando foi abordada por um indivíduo na Praça da Liberdade.

Por meio de seu relato publicado em uma rede social, o jovem contou que um homem em um bicicleta preta anunciou o assalto "articulando palavras de baixo calão e de cunho homofóbico", roubando o celular e a carteira do rapaz. Em seguida, mesmo sem reagir ao crime, começou a ser agredido pelo indivíduo sendo empurrado em direção ao chafariz, onde bateu a cabeça e passou a ser golpeado com socos e chutes. Após a agressão, o assaltante jogou a carteira com documentos sobre a vítima, deixando-a ferida no local.

De acordo com a publicação, o jovem foi socorrido por uma pessoa conhecida que passava pela Praça de Liberdade e prestou socorro, levando-o para o hospital mais próximo.

Na tarde de segunda-feira (03), a publicação já havia sido comentada mais de 300 vezes, em sua maioria com palavras de apoio a vítima e revolta pelo crime, bem como a falta de segurança registrada na cidade.

O caso foi registrado na 105ª Delegacia de Polícia, na manhã desta segunda-feira (03). A redação do Diário de Petrópolis entrou em contato com o delegado responsável para saber mais detalhes da ocorrência, mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

O Diário também entrou em contato com a vítima que informou estar bem, porém muito abalada e machucada, ressaltando ainda que não irá se pronunciar sobre o caso no momento.

Questionada sobre o ocorrido, a Prefeitura destacou que as imagens do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) estão à disposição da delegacia para investigação do caso.

No entanto, o município não se manifestou sobre a questão da segurança no local, nem sobre as ações realizadas pela Guarda Municipal junto com a Polícia Militar, por meio do Choque Ordem - que na maioria das operações mantém viaturas na Praça da Liberdade.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que o 26° Batalhão da Polícia Militar de Petrópolis não foi acionado para a situação relatada.
De acordo com a instituição, o efetivo do 26°BPM é aplicado em ações preventivas e repressivas. O batalhão realiza patrulhamento dinâmico atendendo ocorrências e também o policiamento ostensivo em locais onde a mancha criminal é mais acentuada.

- Ressaltamos a importância do acionamento, através do telefone 190, para que o batalhão da área possa realizar as ações imediatas cabíveis à Polícia Militar, como a realização de cerco na área para prender criminosos, por exemplo. O registro da ocorrência em delegacia também auxilia para que o policiamento ostensivo seja ajustado à mancha criminal daquela área e também para que processos investigativos sejam instaurados pela Polícia Civil - informa a assessoria da PM.



Edição anterior (1667):
terça-feira, 04 de junho de 2019
Ed. 1667:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1667): terça-feira, 04 de junho de 2019

Ed.1667:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior