Edição anterior (1734):
sábado, 10 de agosto de 2019
Ed. 1734:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1734): sábado, 10 de agosto de 2019

Ed.1734:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Mais de 100 alunos participam do Bunka-Sai com atividades do Defesa Civil nas Escolas

 

A Festa da Cultura Japonesa, Bunka-Sai, que acontece durante o fim de semana no Palácio de Cristal, foi palco nesta sexta-feira (09.08) das apresentações realizadas por mais de 100 alunos da Escola Municipal Fábrica do Saber, com o tema desastres naturais, que foram desenvolvidas durante o semestre em sala de aula. A turma participou também do Jogo do Pedrinho junto com os alunos da Escola Municipal Paulo. O Japão que é referência na gestão de risco de desastres de origem natural envolvendo as crianças, serviu de inspiração para atual gestão criar o Defesa Civil nas Escolas, programa de ensino obrigatório na rede municipal.

“A Defesa Civil nas Escolas é um programa de prevenção muito importante para o município. A participação dos alunos em atividades que destacam a história de superação a desastres naturais como a do Japão, é um bônus para esses jovens”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

            Os trabalhos desenvolvidos pelos alunos relacionaram as ameaças naturais do Japão com Petrópolis. No primeiro semestre os alunos trabalharam o tema incêndios florestais, estiagem e educação ambiental. Já para o segundo semestre a abordagem é sobre desastres naturais, inundações, deslizamentos, cuidado com o lixo entre outros.

 “Defesa Civil nas Escolas nasceu de um intercâmbio que eu participei no Japão e pude ver de perto como acontece o trabalho de prevenção com as crianças. Petrópolis está na frente com o programa já inserido na rede de ensino, com diversas atividades e alcançando várias crianças”, frisou o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato.

Segundo a professora que trabalhou o programa Defesa Civil das Escolas com os alunos da Fábrica do Saber, Rafaela Aguiar Neves, as crianças são muito curiosas com o assunto. “Trabalhamos muito a questão da água, como as cheias e inundações. Eles fizeram pinturas, colagem, poesia, música e participaram de oficinas de mangá, além do Karatê. Todas essas atividades são muito importantes para a conscientização das crianças”, disse.

“As crianças são o futuro do nosso mundo. Fiquei muito feliz com todas as atividades que eles apresentaram hoje. O Japão é um exemplo de perseverança. Eu gostei muito, foi maravilhoso”, pontuou o presidente da associação Nikkei, Kiyoshi Amir.

Criado pela atual gestão, o Defesa Civil nas Escolas envolveu mais de 20 mil alunos em 631 atividades neste ano. Os trabalhos foram desenvolvidos em todas as 180 unidades da rede municipal, além de outras 30 particulares e outras duas estaduais.



Edição anterior (1734):
sábado, 10 de agosto de 2019
Ed. 1734:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1734): sábado, 10 de agosto de 2019

Ed.1734:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior