Edição anterior (1522):
quinta-feira, 10 de janeiro de 2019
Ed. 1522:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1522): quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Ed.1522:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Mais de 4,3 mil veículos passaram a circular em 2018

Frota de Petrópolis tem mais de 171 mil automóveis, sendo 146 mil de passageiros e 14 mil de carga

Philippe Fernandes

O já carregado trânsito de Petrópolis recebeu, no ano passado, o reforço de 4.328 novos veículos. Este é o número de primeiros emplacamentos registrado pelo Detran ao longo de 2018. Os dados foram fechados nesta quarta-feira (9), quando os registros de dezembro foram divulgados. O indicador ajuda a entender a movimentação da venda de veículos, uma vez que todo carro zero quilômetro precisa ser licenciado para poder rodar pelas ruas, e mostra uma recuperação, com um leve crescimento em relação a 2017.

Desde 2015, ano que marcou o início da recessão, o número de emplacamentos vem caindo. Em 2014, foram 6.459 primeiras licenças. Em 2015, houve 5.361 emplacamentos, uma redução de 16% na comparação com o ano anterior. Em 2016, uma queda ainda maior, de 26% na comparação com 2015: apenas 3.967 carros foram licenciados. Em 2017, a movimentação começou a melhorar, com 4.249 novos veículos e, no ano passado, o número ficou estável, apresentando um crescimento de 4,4%.

Cidade tem a sétima frota do Estado

As informações divulgadas pelo Detran mostram, ainda, que Petrópolis segue sendo a sétima maior frota entre os 92 municípios do Rio de Janeiro, com mais de 171 mil veículos - sendo 146 mil de passageiros; 14 mil de carga; 7,8 mil mistos; 2,4 mil esportivos; 386 de tração animal e 147 de coleção. A cidade fica atrás da capital (3 milhões de veículos estão registrados na cidade do Rio), Duque de Caxias (321 mil), São Gonçalo (319 mil), Niterói (294 mil), Nova Iguaçu (286 mil) e Campos (231 mil).

Na região serrana, a segunda maior frota é a de Nova Friburgo, com 127 mil veículos emplacados. Em Teresópolis, estão registrados 100 mil automóveis.

Mais transferências

O número de transferências também apresentou estabilidade, mas cresceu pelo segundo ano consecutivo, chegando ao maior nível em quatro anos. Foram 25.169 trocas de propriedade de veículos no ano passado - em 2017, foram 24.567 carros usados que trocaram de mãos em Petrópolis.

O dado, que ajuda a entender como anda a movimentação do mercado de veículos seminovos, mostra que, na cidade do Rio, ocorreram 420 transferências de propriedade em 2018; São Gonçalo foi a segunda cidade com maior índice, de 44 mil; Duque de Caxias vem em seguida, com 36,8 mil; depois, aparecem Nova Iguaçu (36,7 mil) e Niterói (36,4 mil). Na região, Friburgo teve 19 mil transferências; e Teresópolis, 16 mil.

 



Edição anterior (1522):
quinta-feira, 10 de janeiro de 2019
Ed. 1522:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1522): quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Ed.1522:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior