Edição anterior (2051):
segunda-feira, 22 de junho de 2020
Ed. 2051:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2051): segunda-feira, 22 de junho de 2020

Ed.2051:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

 

 

Manobrista encontra idoso que perdeu R$ 1,5 mil em ônibus da Cidade Real

O manobrista Samuel de Souza Prata, de 41 anos, mostrou que a solidariedade, o respeito e o amor ao próximo ainda continuam fazendo parte da rotina dos cidadãos de bem. Horas após encontrar uma carteira com R$ 1,5 mil em um ônibus da empresa Cidade Real, o colaborador fez questão de entregar pessoalmente os recursos ao idoso Marco Antônio de Oliveira, de 60 anos. O encontro rendeu muitos agradecimentos e mais esperança para um mundo melhor.

O caso aconteceu na noite de domingo (21), por volta das 23h, no ônibus que fazia a linha 108 – Bairro Castrioto. Ao sair do coletivo, o passageiro perdeu os documentos e o dinheiro que havia recebido do auxílio emergencial.

“Eu estou desempregado e tinha conseguido fazer um serviço durante a semana, no qual inteirei com as parcelas do auxílio do governo, para conseguir quitar algumas dívidas. Quando cheguei em casa, constatei que tinha perdido tudo. Ao mesmo tempo que bateu o desespero, me tranquilizei, acreditando que tudo terminaria bem”, disse Marco Antônio.

No fim do dia, o manobrista estava fechando os vidros do coletivo na garagem da empresa, quando encontrou a carteira aberta em um dos assentos do ônibus. Imediatamente, o funcionário acionou a empresa, onde entregou todo o material.

“Não é a primeira vez que acho algo de valor e devolvo. Em outra ocasião, já encontrei R$ 2,8 mil na rua e consegui encontrar o dono. Nessas horas, precisamos nos colocar no lugar do outro. Fazer o bem é um dever que todos deveriam cumprir. Me sinto feliz e com a consciência tranquila por ter devolvido”, disse o manobrista.

Na tarde de hoje, a Cidade Real e o Setranspetro fizeram um apelo para identificar o dono do dinheiro. Por volta das 16h, o idoso e o manobrista se encontraram na garagem da Cidade Real, onde aconteceu a devolução da carteira.

“O Samuel foi uma pessoa enviada por Deus. Hoje, pela manhã, minha esposa pediu pra eu comprar pão, mas não tinha nenhum centavo. Agradeço demais a consideração e o respeito que a empresa e o colaborador trataram o meu caso. Gratidão a todos”, concluiu Marco Antônio.

Para Miguel Ângelo Vianna, gestor da empresa, participar de um momento como esse é de extrema satisfação e orgulho. “É uma honra contar com um quadro de colaboradores que possuem boa índole e agem de forma honesta. Esperamos que outras pessoas tenham esse mesmo tipo de atitude, independente da situação”.

A atitude levou o Setranspetro a criar, a partir de hoje, um espaço para “Achados e Perdidos” nos ônibus, na página da instituição, no Facebook. Para divulgar algo de valor perdido ou encontrado, basta entrar em contato com o Sindicato, através do link https://www.facebook.com/Setranspetro/.

 


Edição anterior (2051):
segunda-feira, 22 de junho de 2020
Ed. 2051:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2051): segunda-feira, 22 de junho de 2020

Ed.2051:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior