Edição anterior (1817):
sexta-feira, 01 de novembro de 2019
Ed. 1817:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1817): sexta-feira, 01 de novembro de 2019

Ed.1817:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

“Melhores cidades para se fazer negócios”: Petrópolis aparece pela primeira vez no ranking

Levantamento é feito pela empresa de consultoria Urban Systems

 

Infraestrutura. Esse foi o quesito destaque de Petrópolis no levantamento “Melhores cidades para se fazer negócios”, realizado pela empresa de consultoria Urban Systems e divulgado nesta quinta-feira (31.10). Na análise geral de 317 municípios, Petrópolis ficou na colocação 91ª, única cidade da Região Serrana a aparecer no ranking final. Essa é a primeira vez em que a cidade é citada no ranking, que foi realizado a partir da analise de dados sobre os eixos: desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, capital humano e infraestrutura.

“Desburocratização dos serviços, implantação de leis de incentivo e acolhimento aos novos empreendedores é um destaque na nossa cidade. Estar nesse ranking é uma ótima notícia que mostra que estamos no caminho certo. Petrópolis tem destaque em vários setores produtivos e vem mostrando aumento no número de empresas principalmente no comércio e serviços. Agora, vamos continuar incentivando os novos negócios para mostrar que a cidade tem o ambiente favorável para quem deseja empreender”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

O estudo é feito para a revista Exame, especializada em economia, negócios, política e tecnologia e tem como base sete indicadores. No quesito infraestrutura, Petrópolis ficou na 72ª posição.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, destaca que esse é mais um resultado positivo para a cidade. Em setembro, Petrópolis se destacou também no Ranking ConnectedSmartCities -  que analisa 70 indicadores em todas as cidades com mais de 50 mil habitantes, em 11 eixos temáticos, identificando as cidades mais inteligentes.

“Nesse ranking, de conectividade, Petrópolis ficou em 3º lugar no estado, ficando atrás apenas de Niterói e da capital. Entre as 100 cidades avaliadas, Petrópolis ficou na 35ª colocação”, destacou Fiorini.

Ainda segundo Fiorini, o resultado do ranking “Melhores cidades para se fazer negócios” reforça o positivismo no setor econômico. “Apesar de todos os problemas financeiros enfrentados pelo Estado, Petrópolis vem mostrando uma expectativa positiva com relação aos novos negócios. Prova disso é a quantidade de atendimentos no Espaço Empreendedor, que recebe as pessoas que desejam aumentar os seus negócios ou, até mesmo, abrir uma empresa. Desde janeiro, 11.263 atendimentos já foram realizados no EE”.

“Desburocratização é a palavra de ordem para o prefeito Bernardo Rossi. Desde o início da atual gestão a Secretaria de Fazenda vem investindo em modernização - seja na implementação ou na atualização de sistemas - para dar mais agilidade aos serviços e facilitar a vida de quem quer empreender na cidade. Implementamos ainda no primeiro ano de governo o sistema de Alvará online e este ano avançamos para o sistema de alvará eletrônico automatizado, que dá ainda mais agilidade a legalização de um negócio, pois em muitos casos permite que no mesmo dia o empresário esteja com o alvará em mãos”, pontua a secretária de Fazenda, Elaine Nascimento

Vale salientar que as ações de desburocratização também renderam a Petrópolis o 2º lugar no game Cidades Empreendedoras, do Sebrae. “O game incentiva a implantação de políticas públicas voltadas para a melhora no ambiente empresarial. Uma das ações que auxiliaram na conquista desse titulo foi a emissão de alvarás on-line através do Sistema Regine. É importante destacar que Petrópolis conquistou o 2º lugar na competição disputando com outras 10 cidades. Mas esse trabalho não para. Continuamos analisando e projetando outras inciativas para tornar a cidade cada vez mais inteligente e interessante para investidores”, completa o prefeito Bernardo Rossi.

O ranking

A pesquisa pioneira se originou de um estudo inovador realizado pela Urban Systems e também publicado pela Revista Exame, em 2011, que apontou as principais microrregiões que seriam os novos vetores de desenvolvimento do Brasil.



Edição anterior (1817):
sexta-feira, 01 de novembro de 2019
Ed. 1817:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1817): sexta-feira, 01 de novembro de 2019

Ed.1817:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior