Edição anterior (2054):
quinta-feira, 25 de junho de 2020
Ed. 2054:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2054): quinta-feira, 25 de junho de 2020

Ed.2054:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Monitoramento não inibe ação de vandalismo na Praça D. Pedro

Adesivos com alerta sobre aglomerações em bancos são arrancados

Jaqueline Ribeiro - Especial para o Diário

 

A presença de câmeras de monitoramento com imagens acompanhadas em tempo real pelo Centro Integrado de Operações (Ciop) e a existência de uma cabine da Polícia Militar a menos de 50 metros da Praça D. Pedro não impediram que vândalos arrancassem de todos os bancos da praça adesivos com alertas para que os mesmos sejam utilizados apenas por uma pessoa de cada vez. Os adesivos com recomendação para que a população evite aglomerações - uma das principais medidas para prevenir o risco de contágio por coronavírus - foram instalados pela prefeitura no dia 16, atendendo a uma recomendação da Promotoria do Idoso e da Pessoa com Deficiência.

Uma semana depois de instalados, os adesivos desapareceram de todos os bancos da praça. Sem o alerta os mesmo eram ocupados por duas e até três pessoas na tarde desta quarta-feira (24.06) de sol.  

Inicialmente a recomendação do promotor de Justiça, Celso Quintella, era para que a prefeitura retirasse ou interditasse bancos existentes em praças e  áreas públicas. No documento, o promotor destacava os riscos da presença constante de pessoas sentadas em bancos instalados em praças e calçadas em via públicas em meio à pandemia do novo coronavírus.

- É uma medida exótica, mas que se faz necessária considerando que as medidas adotadas pelo município para reduzir a velocidade de contágio do novo coronavírus não vem sendo suficientes para evitar aglomerações em vias públicas - disse na época o promotor de Justiça Celso Quintella. Em um reunião com o promotor, no entanto, o município propôs que o alerta fosse feito por meio dos adesivo, medida que foi aceita pelo MP.

Questionada sobre as ações adotadas pela Secretaria de Segurança, diante da  existência de câmeras de monitoramento no entorno da praça, que possibilitariam um eventual flagrante da ação, a assessoria de Comunicação da prefeitura informou em nota que "As imagens do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) estão à disposição para contribuir com investigações pela Polícia Civil". A nota destaca ainda que "Quem for flagrado arrancando os adesivos podem responder por vandalismo a patrimônio público". Ainda segundo a prefeitura, "as informações sobre as imagens registradas pelo Ciop são restritas, uma vez que a divulgação delas pode prejudicar investigações". Questionada quanto ao registro da ocorrência de  vandalismo, a prefeitura não informou se o caso foi comunicado à delegacia.    

Na nota, a prefeitura ressalta ainda que os adesivos instalados nos bancos de praças alertam sobre a recomendação para evitar aglomerações, uma das principais medidas para prevenir o risco de contágio por coronavírus e diz que a prefeitura estuda a recolocação dos adesivos.

 



Edição anterior (2054):
quinta-feira, 25 de junho de 2020
Ed. 2054:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2054): quinta-feira, 25 de junho de 2020

Ed.2054:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior