Edição anterior (1731):
quarta-feira, 07 de agosto de 2019
Ed. 1731:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1731): quarta-feira, 07 de agosto de 2019

Ed.1731:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Moradores de Corrêas querem regularização de estacionamento

Segundo os residentes, pedestres têm de dividir a passagem na via com o trânsito

Antônio Reuther

 

Os pedestres que passam pela Estrada União e Indústria, próximo ao número 2101, na altura de Corrêas, têm de correr riscos ao transitar pela via. O problema acontece por conta do estacionamento de veículos frequente no trecho que, segundo uma moradora, não possui local de passagem para pedestres.

O morador da localidade, Anderson Ferreira dos Santos, informou que o problema ocorre diariamente e que o local não possui placa que proíba o estacionamento. Segundo ele, o trecho é de grande fluxo de veículos, o que o torna perigoso para o trânsito dos pedestres.

-Todos os dias isso acontece. O único lugar que temos para passar virou estacionamento. Carros e caminhões tomam todo o espaço, nos obrigando a ter que andar pelo meio da pista. Está sendo muito perigoso, pois a via tem um grande movimento de carros. Gostaríamos de uma placa que proíba o estacionamento para pôr fim nisso – disse.

Outra moradora, Beatriz Machado, também comentou sobre o perigo que a não proibição do estacionamento tem causado. Além disso, segundo a mesma, os moradores já ligaram para a CPTrans solicitando a punição aos veículos que estacionarem no local, mas, como argumento, o órgão informou que apenas multaria se houvesse a placa.

-Não existe calçada ou acostamento para pedestres. Tudo é ocupado com o estacionamento. Recentemente tinha uma carreta imensa parada ali, e não deixaram nenhum cantinho para o pedestre passar. Temos que dividir a pista com o trânsito. Uma vez reclamamos com a CPTrans, pedindo para multar, mas disseram que tinha que ter a placa para multar – contou.

Beatriz ainda disse que a presença de muitas agências de automóveis no local pode ser um fator que colabora para a continuidade do problema, que já se arrasta por anos.

-Esse problema já acontece há anos. Nesse trecho tem muitas agencias de automóveis e todas ocupam o lugar de passagem de pedestres. Durante o dia fica cheio de carro, e durante a noite fica com caminhões – completou.

A Prefeitura informou que uma equipe de engenharia de trânsito da CPTrans vai ao local verificar as denúncias para tomar as devidas providências, de forma a tentar impedir que a irregularidade volte a ser cometida.

 



Edição anterior (1731):
quarta-feira, 07 de agosto de 2019
Ed. 1731:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1731): quarta-feira, 07 de agosto de 2019

Ed.1731:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior