Edição anterior (3294):
terça-feira, 14 de novembro de 2023
Ed. 3294:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (3294): terça-feira, 14 de novembro de 2023

Ed.3294:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Moradores do BNH Chácara Flora ficam 11 dias com abastecimento de água irregular 

Águas do Imperador diz que fez reparos e restabeleceu serviço, que deixou quase 150 casas sem água nesta segunda (13)


 Foto: Divulgação 

Rômulo Barroso – especial para o Diário 

O BNH Chácara Flora, no Sargento Boening, passou 11 dias com abastecimento de água irregular. Segundo o síndico do condomínio, Júlio César Deister, o problema afetou, apenas nessa segunda-feira (13), seis blocos, o que significa que 144 residências ficaram sem água, mas no período, todos os moradores foram atingidos em algum momento. A concessionária Águas do Imperador afirmou, em nota, que fez os reparos necessários nessa segunda e o serviço já foi restabelecido. 

De acordo com Deister, a situação começou depois que uma tubulação quebrou no bairro dia 1°. Os moradores ficaram sem água no dia seguinte, feriado de Finados. Esse problema foi solucionado no dia três, mas a partir dessa data o abastecimento passou a acontecer de forma diferente do habitual. 

É que a rede de abastecimento conta com duas bombas hidráulicas, uma que leva a água até a região do BNH e outra que continua o recurso até a região mais alta do Sargento Boening. Para que o condomínio seja abastecido, é preciso desligar uma das bombas, o que ocorre à noite. 

"Para que nosso abastecimento seja feito, é necessário se fechar a bomba 2, que abastece a parte superior do bairro, e quando a mesma é desligada, entra todos os dias a água para gente, do horário de 20h até às 06h do dia seguinte", explica o síndico do BNH. 

Menor vazão d'água 

Só que desde dia três, segundo ele, essa rotina não estava mais ocorrendo. Para conseguir abastecer a parte mais alta, a segunda bomba hidráulica estava sendo desligada mais tarde e por menos tempo: segundo o síndico, houve dias em que as duas bombas ficaram ligadas até 04h e o abastecimento do condomínio foi feito por apenas seis horas. Com isso, houve redução de vazão d'água: caiu de 168 mil m³ por dia em média para 137 mil m³ em média. 

Nesse último fim de semana, segundo o síndico, a vazão foi de 78 mil m³ de sábado para domingo e de 73 mil m³ de domingo para segunda – menos da metade da vazão normal e insuficiente para encher dois reservatórios do condomínio, que tem capacidade para armazenar e distribuir 600 mil litros d'água. 

"E é visível que dos últimos quatro dias para cá, o abastecimento diminui e só caiu. Por conta disso, estamos sem água", falou Deister, preocupado porque o calor intenso previsto para esta semana eleva a demanda por água. 

Ao longo do período, o próprio condomínio fez manobras para abastecer blocos em dias alternados, fazendo com todos os moradores ficassem prejudicados em algum momento ao longo desses últimos 11 dias. 

Reparos e caminhão-pipa 

Em nota, a Águas do Imperador informou que "os reparos necessários foram feitos e o abastecimento foi restabelecido". A concessionária também destacou que, "em caso de desabastecimento, os clientes devem entrar em contato por um dos canais de relacionamento: WhatsApp (21) 97211-8064, aplicativo Cliente Águas, ou pelo 0800 742 0422 (ligações gratuitas de telefones fixos, celulares e longa distância)". 

Ainda nessa segunda, segundo o síndico do BNH, houve uma reunião com a concessionária, que disponibilizou caminhões-pipa para fazer o abastecimento e garantiu que a rotina de acionamento e desligamento das bombas voltaria a ocorrer no horário habitual.



Edição anterior (3294):
terça-feira, 14 de novembro de 2023
Ed. 3294:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (3294): terça-feira, 14 de novembro de 2023

Ed.3294:

Compartilhe:

Voltar: