Edição anterior (1676):
quinta-feira, 13 de junho de 2019
Ed. 1676:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1676): quinta-feira, 13 de junho de 2019

Ed.1676:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Moradores do Roseiral e Jardim Salvador querem construção de creche pública

Creche seria construída ao lado de uma escola e atenderia ambos os bairros

Antônio Reuther

Os moradores dos bairros Jardim Salvador e Roseiral solicitam a construção de uma creche pública que atenda os dois bairros. Segundo uma moradora, a possibilidade é viável e necessária, visto que não são todos que podem financiar uma creche particular, não havendo nenhuma mais acessível próxima à localidade dos dois bairros.

De acordo com Marcely Silva, uma moradora do Jardim Salvador, já houve vista da prefeitura no local para estudar a possibilidade do atendimento à solicitação. A moradora informou as dificuldades das mães e pais que não tem condições de bancar uma creche privada para suas crianças.

-Na época das eleições, a Prefeitura veio ao local e viu que era possível, porém até hoje nada foi feito. Há duas creches pela região, uma no Roseiral e uma no Jardim Salvador, porém ambas são particulares e nem todos nós temos condições de pagar. As públicas mais próximas são em Corrêas ou no Carangola, sendo muito fora de mão. Dependendo do nosso trabalho não dá tempo – contou a moradora.

Marcely detalhou um pouco mais sobre o pedido feito pelos residentes, informando que a construção seria feita ao lado da única escola que atende a região, localizada no ponto final do Jardim Salvador.

-Só colocaram horário integral na única escola que atende os dois bairros, porém precisamos de uma creche que atendesse desde a maternidade em período integral. Acredito que uma só já seria o suficiente pra atender os dois bairros sem problemas. Na época que vieram aqui, estavam analisando um terreno ao lado da escola – disse.

A Prefeitura informou que o poder público realizou adaptações na EM Monsenhor Cirilo Calaon, localizada no Jardim Salvador, neste ano, para possibilitar a matricula de 55 crianças de 1 a 4 anos na unidade escolar. Essas crianças já estão sendo atendidas integralmente na unidade escolar. Além disso, a escola estendeu o atendimento integral para os alunos do 5º período da educação infantil até o 3º ano do ensino fundamental. No integral, as crianças têm acesso a mais refeições e atividades pedagógicas, além de merenda de qualidade. São 150 crianças beneficiadas com o integral nessa unidade escolar.

Vale salientar que o poder público continua investindo em adaptações em espaços para aumentar a oferta de vagas na educação infantil. A expectativa é de que sejam 700 novas vagas nesse ano e, até 2020 serão 1.500 vagas criadas exclusivamente para o público das creches. No último sábado foi inaugurada uma creche na 24 de maio para atendimento de 130 crianças entre 1 e 3 anos, o CEI Augusto Meschick. Um espaço também será adaptado em Corrêas para atendimento de 200 crianças e, além disso, também no Centro, o CEI Primeira Infância, foi ampliado e a capacidade de atendimento vai aumentar de 38 alunos, para 100 crianças. O CEI Boa Vista será inaugurado no 2º semestre: mais 60 vagas para creche.

 

 



Edição anterior (1676):
quinta-feira, 13 de junho de 2019
Ed. 1676:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1676): quinta-feira, 13 de junho de 2019

Ed.1676:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior