Edição anterior (1613):
quinta-feira, 11 de abril de 2019
Ed. 1613:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1613): quinta-feira, 11 de abril de 2019

Ed.1613:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Moradores do Taquaril cobram mais horários da van da CPTrans que atende o bairro

Trabalhadores fazem trajeto a pé ou utilizam transporte próprio

Na última terça-feira (09.04), moradores do Taquaril, no Distrito da Posse, realizaram uma reunião com o vereador Marcelo Pró Deficiente para apresentar as dificuldades em relação aos horários da van disponibilizada pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), para atender a comunidade.

Segundo moradores, o primeiro horário é 06h50 o que prejudica os trabalhadores do bairro.

“Como o transporte público não atende a região, a Prefeitura, através da CPTrans, disponibilizou uma van para atender o bairro. Isso foi ótimo para os moradores, mas os horários praticados dificultam a vida da população. Um trabalhador que precisa chegar às 7h no emprego não consegue fazer o trajeto Taquaril/Jacuba em dez minutos. Por isso, estou pedindo a CPTrans que ofereça um horário às 5h e um às 6h – para dar aos cidadãos a oportunidade de utilizar o serviço oferecido. Outra questão importante será o alívio no orçamento das famílias que hoje precisam ter um transporte próprio ou descer a pé”, explica o legislador, frisando que solicitou também a CPTrans dois horários para 19h e 20h. “O último horário da van saindo do Jacuba em direção ao Taquaril é 17h:50, fato que causa grande prejuízo aos moradores. Inclusive expondo a perigos quem precisa voltar para casa a pé. Precisamos resolver está situação”, completa.

Selma de Araújo, trabalhadora rural, moradora do Taquaril há 34 anos, explica que muitos trabalhadores descem o bairro a pé ou por conta própria.

“Muitas vezes eu evito sair de casa devido a dificuldade com os horários da van. Cedinho apenas as crianças tem o transporte, graças a Deus, mas os trabalhadores e as pessoas que precisam sair de casa a noite não conseguem utilizar o serviço”, conta.

Maiquel Mello, morador responsável pela mobilização, lembra que há três anos os moradores pedem mais horários.

“É algo simples, sabemos das dificuldades em relação a estrada, mas não pedimos no momento nada além de mais horários. Queremos ter garantido o direito de ir e vir. Marcar compromissos e trabalhar”, afirma.

Foram encaminhados ofícios para gabinete do prefeito e para a CPTrans através do gabinete do vereador que aguarda a posição do executivo para marcar uma nova reunião com os moradores. 



Edição anterior (1613):
quinta-feira, 11 de abril de 2019
Ed. 1613:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1613): quinta-feira, 11 de abril de 2019

Ed.1613:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior