Edição anterior (1767):
quinta-feira, 12 de setembro de 2019
Ed. 1767:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1767): quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Ed.1767:

Compartilhe:

Voltar:


  Asfalto

Município pede liberação de recursos para iniciar pavimentações

A prefeitura pediu ao Ministério do Desenvolvimento Regional que agilize o envio dos recursos já garantidos pelo município para execução de serviços de pavimentações na cidade. Petrópolis receberá investimento federal para reforma de seis ruas e aguarda apenas o sinal verde da Caixa para dar ordem de início aos serviços. Em reunião com a subsecretária de Obras, Raquel Motta, e a secretária de Assistência Social, Denise Quintella, o assessor especial do Ministério, Jean Carlos Pejo, garantiu que irá levantar as pendências por parte do governo federal para liberar o aporte o mais rápido possível.

Cidade receberá investimento federal para pavimentação de vias 

“Nós mantemos o programa Mais Asfalto com dois focos. Um deles é a manutenção viária, sobretudo nos bairros e comunidades onde moram os petropolitanos, e estamos destinando R$ 18 milhões em recursos próprios para essas áreas. Por outro lado, buscamos investimentos federais para pavimentações de ruas movimentadas do Centro. Já fizemos a reforma de várias ruas importantes da cidade no ano passado e também estamos trabalhando para expandir esse serviço”, destaca o prefeito Bernardo Rossi. O programa recuperou vias de grande movimento com a pavimentação de quase sete quilômetros entre as ruas Santos Dumont, Souza Franco, Visconde de Bom Retiro, Aureliano Coutinho, Imperador, Dr. Sá Earp, 16 de Março, Roberto Silveira e entorno da Praça da Liberdade no segundo semestre de 2018.

O município garantiu, através de emendas, R$ 1.040 milhão (mais R$ 148.447,31) para fazer a pavimentação dos circuitos formados pelas ruas Caldas Viana / Floriano Peixoto / Alberto Torres (com cerca de 900 metros) e Av. Barão de Amazonas / Monsenhor Bacelar / Rocha Cardoso (cerca de 750 metros). Ambas as licitações já foram realizadas e os serviços serão feitos por R$ 741.400 – 37,6% abaixo do valor máximo.

“Nós recebemos os recursos via emendas, fizemos todos os projetos, mandamos para a Caixa, onde é tudo aprovado, e assinamos o contrato com a empresa vencedora da licitação. Depois, o contrato vai para a Caixa e, com o dinheiro na conta, autoriza o município a dar ordem de início. Então precisamos que o governo federal faça a liberação da verba e foi isso que nós viemos pedir, já que todas as etapas foram cumpridas”, explica a subsecretária de Obras, Raquel Motta.

Na mesma linha, a prefeitura solicitou que o Ministério do Desenvolvimento Regional possa atuar para agilizar a liberação de quase R$ 1 milhão para a obra de contenção e drenagem na Rua 1º de Maio, na Castelânea, que tem a licitação já marcada para o dia 27 deste mês.

Outro assunto tratado na reunião foi a construção de casas dentro do programa Minha Casa Minha Vida no Caetitu. O município tornou a pedir a contratação das obras – a previsão é de construção de 720 unidades no terreno. Pejo reafirmou a informação dada pelo ministro Gustavo Canuto em julho, que sinalizou que priorizará Petrópolis para autorizar a construção das casas a partir da dotação de mais recursos no programa pelo governo federal.

 



Edição anterior (1767):
quinta-feira, 12 de setembro de 2019
Ed. 1767:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1767): quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Ed.1767:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior