Edição anterior (1620):
quinta-feira, 18 de abril de 2019
Ed. 1620:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1620): quinta-feira, 18 de abril de 2019

Ed.1620:

Compartilhe:

Voltar:


  Obras

Obras de ampliação na maternidade do Hospital Alcides Carneiro 

Obra se concentra, nesta fase, em mais 20 leitos obstétricos e quatro salas de parto

No total, maternidade passa a contar com 64 leitos

O prefeito Bernardo Rossi acompanhou nesta terça-feira (17.04) as obras de ampliação da maternidade e centro obstétrico do Hospital Alcides Carneiro (HAC). A meta é ampliar e melhorar a qualidade no atendimento das mais de 250 mulheres que dão à luz a seus filhos na maternidade, a única da rede pública da cidade. As intervenções são feitas com parte dos recursos oriundos da contrapartida da Faculdade de Medicina de Petrópolis/ Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/FASE) e englobam ainda ampliação e melhorias de mais setores.

Com as equipes responsáveis pela obra o prefeito cobrou celeridade no andamento.  A intervenção, nesta fase inicial, se concentra na parte interna com ampliação e readaptação das salas de pré-parto e pós-parto, além do centro cirúrgico de partos. A parte interna chega a 40% de conclusão na área destinada à maternidade. Na parte externa, onde há ampliação do HAC, a intervenção está em fase de fundação do terreno.  Com 30 mil metros de área construída, o HAC vai ganhar mais 5% de área para atendimentos.

O andamento das obras não interfere no atendimento do hospital. “Este é um dos desafios: realizar a obra sem comprometer o funcionamento do hospital. Queremos que tudo seja feito com qualidade. Até mesmo uma recepção independente, da maternidade, está sendo construída”, aponta o prefeito Bernardo Rossi.

A parceria com a faculdade destina R$ 13,6 milhões para investimentos em melhorias para o HAC, que em contrapartida, abre campo de estudo e treinamento dos alunos da instituição. O convênio foi formalizado na semana passada pelo prefeito Bernardo Rossi e a diretora da Faculdade de Medicina/Fase, Maria Isabel de Sá Earp Chaves.

 “Esse é mais um avanço. Vamos conseguir ampliar os serviços e oferecer um atendimento mais qualificado para pacientes da maternidade e centro obstétrico, pois o hospital estará melhor equipado”, destaca o prefeito Bernardo Rossi que esteve no local acompanhado do vice-prefeito Baninho, secretária de Saúde, Fabíola Heck; dos vereadores Justino do Raio X e Jorge Relojão; e por diretores do hospital.

            A obra da maternidade prevê a ampliação de mais 20 leitos obstétricos e quatro salas de parto, do tipo PPP (pré-parto, parto e pós-parto). Com esse acréscimo, a maternidade pública passará a contar com 64 leitos. Nesta etapa das intervenções estão incluídos o centro obstétrico e a ampliação de mais três leitos de UTI.

A melhoria no setor faz parte do plano estratégico da Secretaria de Saúde que tem entre suas metas, oferecer melhores estruturas para a realização de partos humanizados.

            “Vamos qualificar o atendimento da maternidade, nos moldes da rede cegonha, ampliando leitos e criando os quartos de pré-parto, parto e pós-parto. Assim as mulheres serão acompanhadas desde o momento que entram na maternidade e durante todo o trabalho de parto”, explica a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

            A unidade médica e hospitalar realiza intervenções em outras partes da estrutura que visam melhorar as acomodações dos pacientes e aumentar a capacidade de atendimento. Desde janeiro, várias áreas estão recebendo melhorias que vão da pintura à estrutura.

 



Edição anterior (1620):
quinta-feira, 18 de abril de 2019
Ed. 1620:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1620): quinta-feira, 18 de abril de 2019

Ed.1620:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior