Edição anterior (1546):
domingo, 03 de fevereiro de 2019
Ed. 1546:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1546): domingo, 03 de fevereiro de 2019

Ed.1546:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Palácio de Cristal e Theatro Dom Pedro precisam de revitalizações 

Verbas totalizam R$ 3,7 milhões

João Vitor Brum joaovitor@diariodepetropolis.com.br

 

O Palácio de Cristal, um dos principais pontos turísticos da cidade, completou 135 anos no último sábado (2), marcados por momentos históricos não só para a cidade, mas para o país. Mesmo com sua importância, o espaço conta com alguns problemas estruturais e de acessibilidade, que devem ser sanados com uma reforma prevista em uma emenda parlamentar, divulgada em 2017. Catorze meses após a divulgação da revitalização, que custaria cerca de R$ 1,3 milhão e aconteceria no primeiro semestre de 2018, as melhorias ainda não saíram do papel.

Situado na área conhecida como Praça da Confluência, que é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Palácio é o ponto turístico administrado pela Prefeitura mais visitado e o palco principal de eventos como a Bauernfest, Natal Imperial, Serra Serata, Bunka-sai, etc.

Primeira estrutura pré-moldada do país, o espaço é inspirado no Palácio de Cristal de Londres e veio da França, produzido pela mesma empresa que montou a Torre Eiffel. Ele foi inaugurado no dia 2 de fevereiro de 1884, tombado pelo Iphan em junho de 1967, e recebia exposições de flores, hortícolas e de pássaros. Foi no Palácio, também, que os 103 últimos escravos de Petrópolis receberam suas cartas de alforria, das mãos da própria Princesa Isabel.

Mesmo com a importância do espaço para o passado e o presente da cidade, alguns pontos precisam de mais atenção. Em visita ao local, notam-se inúmeros problemas, como vidros quebrados ao redor do Palácio (pelo menos cinco estão com grandes trincados), o telhado, que precisa de manutenção, o gramado, que conta com partes danificadas devido aos eventos realizados no local, entre outros.

Em abril do último ano, a XI Convenção de Vendas da Operadora Schultz foi realizada em Petrópolis, e o Palácio foi palco do evento de abertura. Uma das mais importantes empresas do turismo brasileiro, a Schultz reuniu no local cerca de 300 agentes de turismo de todo o país, que notaram problemas como a falta de manutenção nos banheiros e o telhado, escurecido e com aparência de danificado.

Uma questão que também chama a atenção, tanto de petropolitanos quanto de turistas, é a falta de acessibilidade no banheiro do espaço. O Palácio possui uma rampa em uma das portas laterais, mas para usar o sanitário é necessário descer uma escada, impossibilitando o acesso a deficientes físicos.

Em setembro de 2017, a Prefeitura divulgou, pela primeira vez, que uma emenda parlamentar garantiria a revitalização do espaço, prevendo a substituição da parte elétrica e hidráulica do local, além da modernização da iluminação e revisão estrutural.

A verba do Ministério do Turismo, no valor de R$ 1.396.757,82, será liberada pela Caixa Econômica Federal quando o projeto executivo for finalizado e encaminhado à instituição. No primeiro momento, datas não foram divulgadas, mas, no aniversário de 134 anos do espaço, no ano passado, a Prefeitura deu uma previsão de que as obras seriam iniciadas no primeiro semestre de 2018. Um ano depois, o projeto, montado pelo Departamento de Obras Públicas (Depop) sequer foi entregue.

O Iphan, questionado pelo Diário, informou que o estado de conservação geral do espaço é considerado adequado, que fiscalizações periódicas são realizadas nos imóveis sob sua cautela e que, apesar de alguns trechos dos gramados estarem prejudicados após o evento Natal Imperial 2018 ter sido realizado, o instituto já está preparando documentação solicitando que o mesmo seja reparado.

O órgão disse, ainda, que entende que “estes eventos festivos, quando realizados com a devida cautela em relação ao bem cultural, contribuem para a alegria da cidade e para o entrosamento entre os cidadãos e o patrimônio histórico”.

Para realização de eventos de qualquer dimensão nos imóveis tombados pelo Iphan é necessário que seja protocolado pedido de autorização no escritório técnico do Instituto. Para conseguir a autorização, é necessária a apresentação de documentos de identificação, documentação com a ciência do proprietário para utilização do espaço (seja este privado ou público), memorial descritivo contendo todos os dados do evento a ser realizado tais como suas datas e horários, e, ainda, projeto com as especificações de localização e detalhes de eventuais equipamentos a serem utilizados, bem como seus horários de montagem e desmontagem.

Além da vistoria periódica realizada pelo órgão, no caso de ser concedida autorização para o evento, o Iphan realiza vistoria ao final do mesmo, verificando o estado de conservação do imóvel ao final da festividade.

Theatro Dom Pedro também aguarda revitalização

Outro caso que chama atenção é o Theatro Dom Pedro, localizado na Praça dos Expedicionários. O espaço de 85 anos foi fechado em janeiro de 2018, para o início de obras de restauração do prédio principal e reformas no anexo. A obra será paga por uma verba parlamentar, de R$ 2,5 milhões, que também contam com a construção e uma sala de ensaios para o Coral Municipal de Petrópolis.

Após quatro meses fechado, o teatro foi reaberto sem que nenhuma intervenção fosse realizada. Na época, foi dito que o espaço ficaria disponível para eventos entre 1º de maio e 31 de julho, mas segue com programação até hoje.

Será realizada, quando a obra começar, a revisão geral das instalações elétricas, restauração das poltronas, criação de acessibilidade para deficientes físicos, conserto de infiltrações, entre outras melhorias. Segundo a Prefeitura, a obra começa ainda este ano, mas o espaço está disponível para agendamento de eventos até o dia 2 de junho. Em março, será definido se os próximos meses também receberão atrações.



Edição anterior (1546):
domingo, 03 de fevereiro de 2019
Ed. 1546:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1546): domingo, 03 de fevereiro de 2019

Ed.1546:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior