Edição anterior (1638):
segunda-feira, 06 de maio de 2019
Ed. 1638:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1638): segunda-feira, 06 de maio de 2019

Ed.1638:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Palácio de Cristal recebe evento “131 anos de Abolição Inacabada”

Serão três dias de palestras, debates e conscientização

Com a tradição de ser palco de acontecimentos importantes desde a época do Império no Brasil, o Palácio de Cristal recebe nos próximos dias 10, 11 e 13 de maio – data em que é lembrada a abolição da escravatura, o evento “131 anos de Abolição Inacabada”. Serão três dias de muita reflexão com palestras, debates, teatro, capoeira e música. A celebração é uma realização da Prefeitura de Petrópolis, através da Coordenadoria da Promoção da Igualdade Racial (Copir). Toda programação é gratuita.

A abertura do evento na sexta-feira (10.05), está marcada para às 17h, com cânticos temáticos. Em seguida, começa a palestra com o tema “Abolição da Escravatura, na Visão de um Africano”, aberto ao público, que poderá fazer perguntas. Às 19h terá Cine Debate e fechando a noite, apresentação de capoeira e maculelê com o Grupo Raiz em Liberdade ao Mestre Pingão.

“Nossa cidade tem um valor histórico muito grande. Vamos lembrar a essa data tão importe e a luta continuada com ações de conscientização, como palestras e apresentações temáticas. É mais um evento no calendário da cidade movimentando o fim de semana em prol de uma causa nobre”, frisou o prefeito Bernardo Rossi.

O segundo dia da celebração, no sábado (11.05), começa às 17h com a palestra “Abolição da Escravatura - 131 anos de Abolição Inacabada”. Às 18h o público conta com mais uma palestra sobre “Empoderamento da Mulher Negra do Século 21”, e 18h50 o tema abordado será “Racismo, Discriminação Racial e acesso à Justiça, como denunciar?”. Às 19h, acontece a conversa com religiosos sobre Intolerância. A última palestra da noite acontece às 20h40 com o tema “O Negro no Espaço do Poder”. Encerrando o dia, as apresentações de capoeira, puxada de rede e Samba de Roda com grupo Raiz Universal.

“Petrópolis é uma cidade histórica. O último senso apontou que o município tem 110 mil negros, quase a metade da população. A celebração é um momento de apresentar para as pessoas todo o processo da abolição. Muitos negros não sabem dos seus direitos. Vamos debater vários assuntos e fazer com que as pessoas tenham contato com suas raízes”, destacou o coordenador do Copir, Marco Antônio Cezar.

Encerrando a programação, no dia em que é lembrado a assinatura da lei Áurea feita pela princesa Isabel, a segunda-feira (13.04) está cheia de atrações. Às 17h, o evento oferece uma apresentação de cânticos temáticos. Em seguida, a palestra “O Negro na Política” faz as pessoas refletirem sobre a data. Mais tarde, às 18h30, o público poderá participar da palestra “Efeitos das Drogas e suas Consequências Negativas e Efeitos Colaterais para a População Negra”. O Coral Cante Vox, também estará presente com uma apresentação a partir das 19h15. Às 20h20, a peça Contos Africanos lembra a cultura do povo afro. E celebrando o dia tão importante, o grupo de Abada Capoeira e Jongo, encerra a programação.



Edição anterior (1638):
segunda-feira, 06 de maio de 2019
Ed. 1638:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1638): segunda-feira, 06 de maio de 2019

Ed.1638:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior