Edição anterior (1737):
terça-feira, 13 de agosto de 2019
Ed. 1737:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1737): terça-feira, 13 de agosto de 2019

Ed.1737:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade


 Pessoas em situação de rua ocupam área em Itaipava

Atualmente, o município possui entre 150 e 200 pessoas em situação de rua

João Vítor Brum, especial para o Diário

A ocupação de espaços públicos por pessoas em situação de rua tem sido muito debatida em Petrópolis, que possui diversos pontos críticos, principalmente no Centro Histórico, como o Theatro Dom Pedro, o Terminal do Centro e o Bosque do Imperador. Recentemente, um novo local, próximo à BR-040, começou a ser ocupado, em um recuo localizado na Rua Marcolino de Souza, cujo acesso representa a saída 57 da rodovia, no sentido Rio de Janeiro.

De acordo com moradores da região, a ocupação começou na última semana, quando as pessoas levaram pertences e passaram a dormir no local. Nesta segunda-feira (12), sacolas de roupas, materiais para refrigerar comida, cobertores e outros objetos pessoais podiam ser vistos na área.

- Fico preocupado, pois não se sabe quem são essas pessoas, de onde elas vêm e o que podem fazer com os moradores da região. Para os comerciantes, também é um incômodo, pois alguns clientes têm medo de uma abordagem agressiva por parte destes moradores e acabam indo para outros estabelecimentos - disse um morador da região que pediu para não ser identificado.

No entorno do local citado, há estabelecimentos como um spa, uma clínica médica e o Instituto de Pesos e Medidas do Rio de Janeiro (IPEM), entre outros.

A Prefeitura informou que as equipes da abordagem do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) já estiveram na Rua Marcolino de Souza, em Itaipava, orientaram a população do local a buscarem os atendimentos oferecidos pela rede. As equipes realizam o trabalho rotineiro de orientação para pessoas em situação de rua, que só se deslocam para o atendimento nas unidades por vontade própria.

A Secretaria de Assistência Social realiza abordagens diariamente, de 9h às 21h e, durante a Operação Inverno (de 11/06 até 01/09), de 10h às 22h, de segunda a domingo. A equipe faz trabalho rotineiro com as pessoas em situação de rua e em risco social.

Durante as abordagens, as equipes orientam as pessoas a procurarem Centro Pop, onde são oferecidos atendimento psicossocial, banho, café da manhã e da tarde, encaminhamento ao Restaurante Popular para almoço, além de atividades, palestras e oficinas com o objetivo de reintegração social e recolocação no mercado de trabalho.

Também é feito o Cadastro Único, para que possam ter acesso a benefícios sociais e, na falta de documentos, a equipe auxilia nos encaminhamentos para emissão dos mesmos. O resgate da cidadania é um dos principais objetivos do trabalho realizado pelo Centro Pop e pelo Núcleo de Integração Social (NIS). Entretanto, se as pessoas não quiserem, não podemos levá-los sem seu consentimento.

Atualmente o município registra entre 150 a 200 pessoas em situação de rua.

Em 2019, até junho, já foram atendidos em média, 138 pessoas em situação de rua por mês. De janeiro a julho de 2018 foram atendidos, em média, 120 usuários por mês.

 



Edição anterior (1737):
terça-feira, 13 de agosto de 2019
Ed. 1737:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1737): terça-feira, 13 de agosto de 2019

Ed.1737:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior