Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Petrópolis é a cidade do interior com mais veículos emplacados

Entre janeiro e maio deste ano, houve mais de 2 mil novos veículos circulando nas ruas, segundo Detran

Philippe Fernandes

 

O número de emplacamentos de veículos atingiu o maior nível em Petrópolis desde o agravamento da crise econômica nacional, no ano de 2016. Entre janeiro e maio deste ano, houve 2.064 novos veículos aptos a circularem pelas ruas de Petrópolis. O índice representa um crescimento de 26,64% na comparação com os índices de 2018, quando 1.630 automóveis passaram a ter autorização do Detran para transitarem. O indicador mostra que as vendas de veículos zero quilômetro foram aquecidas na cidade, uma vez que todo carro que sai da concessionária precisa ser emplacado.

No primeiro ano de recessão econômica, 2015, Petrópolis registrou o emplacamento de 2.289 veículos nos cinco primeiros meses do ano. Em 2016, no auge da crise, o número despencou para 1.734 no mesmo período, uma redução de 24,24%. Em 2017, nova queda: apenas 1.586 carros saíram com registro no Detran entre janeiro e maio. O número subiu em 2018, mas de forma tímida: 1.630 emplacamentos.

Em todo o Estado, houve 86.430 novos veículos que passaram a circular nos cinco primeiros meses do ano - em média, são emplacados 17,2 mil automóveis por mês. O resultado de Petrópolis segue tendência estadual. Nos 92 municípios do Rio, os dados de 2019 são, até agora, os melhores desde 2016, quando 89 mil veículos foram emplacados. Em 2017, houve uma queda para 71 mil. Em 2018, pequeno crescimento, com o índice indo para 77 mil automóveis licenciados.

A capital tem, de longe, os indicadores mais expressivos: 44.381 unidades licenciadas. A cidade do Rio é seguida por Niterói (4,2 mil), Duque de Caxias (2,5 mil), São Gonçalo (2,5 mil) e Nova Iguaçu (2,3 mil). Primeira cidade em emplacamentos no interior, Petrópolis aparece logo em seguida, à frente de municípios como Campos (1,6 mil), Cabo Frio (1,5 mil) e Macaé (1,4 mil). Na Região Serrana, a segunda cidade com maior índice de emplacamentos de veículos zero quilômetro foi Teresópolis, com pouco mais de mil licenciamentos. Em seguida, aparece Nova Friburgo, com apenas 987 novos veículos nas ruas nos cinco primeiros meses do ano.

Transferências

Conforme o Diário mostrou ontem (7), o número de transferências de veículos - um dado importante para medir a temperatura do mercado de veículos seminovos, uma vez que todo carro seminovo que é comercializado tem que passar por esse processo - registrou recorde no ano no mês de maio em Petrópolis. No quinto mês do ano, 2.456 automóveis mudaram de donos, um aumento da ordem de 26,33% na comparação com abril, quando houve 1.944 trocas de propriedade. Desde fevereiro, os índices vêm crescendo mês a mês: no segundo mês do ano, houve 1.299 transferências; e, em março, 1.418. Em todo o ano, houve 8.510 transferências. Apesar de expressivo, o número ainda é inferior ao registrado no mesmo período de 2018 (9.559).



Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior