Edição anterior (2016):
segunda-feira, 18 de maio de 2020
Ed. 2016:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2016): segunda-feira, 18 de maio de 2020

Ed.2016:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

 

 

Petrópolis registra aumento de 454% nos casos de covid-19 em 30 dias

Casos confirmados subiram de 60 para 272 e mortes aumentaram de 4 para 23

Jaqueline Ribeiro - especial para o Diário

Dados divulgados diariamente pela Secretaria de Saúde apontam que apesar de todas as orientações, decretos municipais estabelecendo restrições e  ações por parte de autoridades ainda parecem insuficientes para conter a propagação do Coronavírus em Petrópolis. O número de casos é crescente, assim como a movimentação em ruas do Centro, onde a circulação de pessoas continua grande. Comparados os dados entre 15 de abril e 15 de maio, os números apontam um aumento de 454% no numero de casos confirmados . Em 15 de abril 60 petropolitanos tinham resultado positivo para covid-19. Um mês depois o número de casos saltou para 272, entre estes estão 23 mortos - 19 pessoas a mais que em 15 de abril, quando 4 mortes haviam sido registradas, um aumento de 576% nas mortes.

- Temos um aparente controle da doença na cidade. O sistema não está sobrecarregado, mas isso pode mudar a qualquer momento se a população não colaborar. As pessoas precisam estar cientes de que não está tudo bem, a situação ainda não está tranquila.  O numero de casos ainda é crescente. Ações como carros de som nos bairros e maior rigor nas barreiras de controle sanitário nas entradas da cidade, são fundamentais, para mantermos este controle. O afastamento social deve ser mantido. Sabemos que as pessoas já estão cansadas deste isolamento, mas elas ainda precisam ficar em casa - enfatiza o infectologista José Henrique Castrioto, que faz parte do grupo de especialistas que monitora diariamente o avanço da covid-19 na cidade. 

Com  alto índice de contaminação, a movimentação ainda grande nas ruas da cidade vem contribuindo para a propagação do coronavírus entre os petropolitanos. Em um mês, o número de pessoas testadas subiu de 248 para 830 - um aumento de 335%. Destes, 227 testes ainda estão em análise - 220 pessoas a mais do que em 15 de abril, quando 57 pessoas aguardavam o resultado do exame - um crescimento de 335% nos casos. O comparativo mostra ainda que em 15 de abril, 131 pacientes tiveram resultado de testes negativos e um mês depois o número passou para 281 - 150 pessoas à mais.  

Os dados sobre pacientes recuperados, que em abril ainda não eram divulgados, na última sexta-feira somavam 103. Em relatos divulgados em redes sociais,  pacientes que tiveram alta em alta, são unânimes:  todos comemoram a vitória sobre uma verdadeira batalha contra o coronavírus. Especialistas que acompanham, os casos na linha de frente afirmam o mesmo. - A recuperação de cada paciente varia de um caso para outro, dependendo das condições de saúde de cada um, de outras doenças pré-existentes (comorbidades) que o paciente possa ter -  destaca o médico Haroldo Kurike, que é diretor técnico do Hospital Clínico de Correas - unidade que administra também o Hospital Nsra. das Graças.  - O caso mais rápido em que um dos nossos pacientes teve alta da UTI, levou uma semana - conta.



Edição anterior (2016):
segunda-feira, 18 de maio de 2020
Ed. 2016:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2016): segunda-feira, 18 de maio de 2020

Ed.2016:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior