Edição anterior (1553):
domingo, 10 de fevereiro de 2019
Ed. 1553:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1553): domingo, 10 de fevereiro de 2019

Ed.1553:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidadania

Planejamento nutricional garante alimentação balanceada nas unidades da Assistência Social

Projetos para 2019 visam oferecer mais conscientização sobre o bom aproveitamento dos alimentos

 
          A Secretaria de Assistência Social do município está investindo em uma alimentação balanceada e sustentável para o atendimento nutricional dos usuários das 12 unidades mantidas pelo setor no município. Segundo a secretária Denise Quintella, o trabalho desenvolvido foi bem avaliado pelo Conselho Regional de Nutricionistas do Estado do Rio de Janeiro que acompanha a implantação de novas iniciativas que visam ampliar os serviços de âmbito nutricional da rede. Para 2019 estão previstas a criação de uma Cozinha Comunitária e um Banco de Alimentos. Atualmente cerca de 2500 pessoas são atendidas e acompanhadas pelas unidades mantidas pela Assistência Social.

          O acompanhamento nutricional é realizado nas unidades que atendem a população em vulnerabilidade social ou em situação de rua como o Núcleo de Inclusão Social (NIS), o Centro POP, as Casas da Acolhida, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Restaurante Popular. As unidades contam com nutricionistas que diariamente cuidam das refeições oferecidas aos usuários, valorizando a inserção de alimentos balanceados de acordo com a especificidade de cada ambiente.

O balanceamento nutricional é elaborado pelas nutricionistas que avaliam as especificidades de cada lugar. Nas Casas da Acolhida são pensadas refeições promovam a reeducação alimentar com os jovens e adolescentes, em vulnerabilidade social.  No NIS, no Centro POP e no Restaurante Popular, voltados em maior parte para o público adulto, são sugeridas refeições que preconizem o cuidado com a saúde. “As refeições nas nossas unidades são pensadas cuidadosamente para o público atendido. Tentamos mostrar os benefícios da boa alimentação e estamos avançando. Nossos projetos pretendem alcançar um número ainda maior de pessoas, levando a conscientização para o não desperdício de alimentos”, reforça a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

                    A Cozinha Comunitária, planejada para a comunidade do Madame Machado, terá implantação nos moldes do Restaurante Popular, com funcionamento no Centro da cidade. Vai oferecer alimentação balanceada, em valor acessível para a população. “Os cardápios são elaborados levando em conta o alimento da estação, que oferecem mais nutrientes e equilíbrio calórico”, conta a Isabela Ribeiro, coordenadora de Segurança Alimentar da Secretaria de Assistência Social, explicando a que a alimentação em todas as unidades é pensada para o ano inteiro. “Adequamos as compras dos alimentos de acordo com o planejamento nutricional pensado para as unidades”, destaca.

          Além do cuidado em oferecer uma refeição mais nutritiva e balanceada para os usuários, a preocupação também está no bom aproveitamento do alimento. Para isso, outro projeto a ser implementado é o do Banco de Alimento, que pretende formar uma rede colaborativa de fornecimento de alimentos que serão processados de forma eficiente, obtendo o maior aproveitamento nutricional possível. “A implantação desse projeto exigirá uma estrutura para o processamento dos alimentos, que poderão ser fornecidos para as comunidades e para as nossas unidades”, conta a Isabela. O Banco pretende ainda capacitar a população para melhor utilizar os alimentos, evitando o desperdício. 



Edição anterior (1553):
domingo, 10 de fevereiro de 2019
Ed. 1553:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1553): domingo, 10 de fevereiro de 2019

Ed.1553:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior