Edição anterior (1550):
quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019
Ed. 1550:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1550): quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019

Ed.1550:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

População do Floresta cobra capina no bairro


 

Natália Rodrigues

Há quase 30 dias, moradores da Estrada da Floresta e Rua Henrique Paixão, ambas localizadas no bairro Floresta, fizeram denúncias pedindo capinas e roçadas que não ocorrem há meses nessas áreas. Na semana passada, a prefeitura atuou na comunidade e novamente as duas regiões não foram contempladas com os serviços.

A auxiliar de produção de alimentos e também diretora da Associação de Moradores da comunidade Michele de Souza Santos informou que vários ofícios foram entregues à prefeitura, mesmo assim não entende como as áreas foram esquecidas.

- Estiveram aqui fazendo o serviço semana passada e na rua onde moro nada foi feito. Limparam o restante do bairro e agora já pararam com o serviço, nos deixaram assim nessa situação. Descaso total com a população daqui deste lado do bairro Floresta – contou.

Michele relata que no final de novembro, a prefeitura havia informado em outra matéria que a Comdep iria incluir as ruas bairro na programação das equipes operacionais para receber o serviço da capina. A resposta foi dada novamente em janeiro, mas até o momento os reparos não ocorreram nos locais cobrados.

- A Comdep esteve aqui em dezembro, veio novamente na semana passada, e justamente as áreas que mais precisam de socorro não são atendidas. Nunca vi isso, sempre achei que quando equipes atuam em um bairro elas limpam todas as vias daquele local e não só algumas como tem ocorrido. Pagamos os nossos impostos e não estamos vendo os nossos direitos sendo atendido, o ponto de ônibus foi tomado pela vegetação, passamos em um verdadeiro túnel de mato, os pedestres quase são atropelados porque como a calçada foi invadida temos que andar na beira da rua – disse.

A diretora explicou ainda que a vegetação atrapalha a manutenção de serviços essenciais, como luz e água.

- Os funcionários da Enel quando vêm medir a luz são obrigados a entrar no meio dessa vegetação, a situação está assim porque não tem a manutenção da prefeitura. Cobramos reparos e serviços quase todos os meses e mesmo assim ainda temos que esperar. O bairro está realmente virando uma floresta, a comunidade cobra mais atenção da prefeitura – falou.

Prefeitura responde sobre o assunto

Procuramos a prefeitura, que em nota informou que a região do Floresta recebeu um mutirão de serviços na semana passada. As localidades citadas já estão no cronograma da equipe de serviço de capina da Comdep, que dará continuidade aos trabalhos.



Edição anterior (1550):
quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019
Ed. 1550:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1550): quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019

Ed.1550:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior