Edição anterior (1548):
terça-feira, 05 de fevereiro de 2019
Ed. 1548:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1548): terça-feira, 05 de fevereiro de 2019

Ed.1548:

Compartilhe:

Voltar:


  Detran

Porta quebra e prejudica atendimento no Detran do Centro

 

Natália Rodrigues

Quem buscou atendimento na manhã de ontem (04) no posto do Detran localizado no Terminal Rodoviário do Centro precisou de muita paciência.  O local abre às 8h, mas cerca de 11h30 ainda não tinha começado os serviços. Depois de muita espera e incertezas, por volta das 12h, avisos foram colados informando que devido a problemas técnicos não haveria atendimento no restante do dia.

Funcionários tiraram as dúvidas das pessoas que procuravam orientação. Os atendimentos da carteira de identidade e carteira do SEAP (carteirinha que permite visitas nos presídios) foram temporariamente transferidos para o posto do Detran de Itaipava.

A dona de casa Lorena Luzia Duarte dos Santos era mais uma entre as inúmeras pessoas que estavam aguardando atendimento. Ela explicou que um profissional especializado foi chamado para consertar a porta, mas devido ao valor cobrado não ter sido aprovado pelo órgão foi dispensado e então outro viria diretamente do Rio de Janeiro.

- Estava agendada para hoje, minha carteira venceu no início de janeiro e como tenho um problema na coluna virá com uma numeração especial e serei isenta de qualquer imposto. A resposta sobre isso veio só na quinta-feira, conseguiram agendar para hoje e justamente acontece isso. Um funcionário tinha dado previsão que atenderia a partir das 12h, então como já estava aqui preferi esperar. Não foi nem tanta culpa deles, mas tomara que funcione amanhã normalmente – contou.

A gerente de mercado Raquel Ferrari Luccas tinha atendimento agendado para as 11h30. Ela e mais algumas outras pessoas esperavam que com a chegada de um profissional a porta seria retirada e o atendimento iniciado, mas não foi o que aconteceu.

- Como gerente mercado, sabendo que os atendimentos no Detran são um pouco demorados, preferi marcar para o dia da folga. Cheguei por volta das 11h15 onde perguntei e algumas pessoas falaram que estavam aguardando desde as 9h, como vi um rapaz mexendo fiquei aguardando, mas depois o comentário foi de que outra pessoa que iria mexer. Só achei injusto com quem já estava aguardando, pois como o técnico já estava ali, poderia ter retirado a porta que sei que normalmente não cobram esse serviço. Poderiam ter resolvido essa questão de imediato, mas só fizeram algo depois que começamos a fotografar – disse.

Outra usuária afetada foi a Fátima Carvalho que trabalha em um hospital e aproveitou o dia de folga para resolver problemas com a carteira de habilitação.

- Cheguei aqui umas 9h30 e tinha muitas pessoas esperando na entrada, mas a viagem foi perdida. Minha habilitação venceu e só tenho folga às segundas-feiras, agora só posso voltar na semana que vem para resolver isso – falou.

Uma das mais prejudicadas foi a catadora de material reciclável Rosa Maria da Silva que saiu de Saquarema às 4h para fazer a carteira do SEAP (carteirinha que permite visitas nos presídios). Entre ida e volta ela terá gastará só com passagens um custo em torno de R$ 100.

- Moro em Saquarema fui a vários locais do Rio e não entendi porque me enviaram para cá. Saí de casa às 4h, uns amigos juntaram dinheiro e me deram, vou gastar mais de RS 120 só de passagens. Agora vou tentar ir para Itaipava para não perder totalmente a viagem – disse.

Bruna de Souza da Silva tinha ido com o filho pegar a primeira identidade. Ela se queixa principalmente com o valor gasto de passagens e com a falta de informação do órgão.

- O meu caso era só pegar a identidade e assinar chegamos aqui cedo e uma funcionaria falou que a porta estava quebrada, mas que podia esperar porque já seria consertado, mas não teve atendimento e agora pergunto será que eles vão dar o dinheiro da passagem? – indagou.

Procurado pelo Diário, o Detran disse que usuário que não foi atendido poderá se dirigir ao posto de Itaipava ou retornar à unidade de Petrópolis nos cinco dias subsequentes à reabertura. Não há necessidade de reagendar o serviço nas duas unidades, com exceção da prova eletrônica, que precisará ser reagendada.

 Funcionários denunciam precariedade do posto do Detran

Se o Detran tem causado transtornos para o público, para funcionários do posto do Centro a situação não fica atrás. Eles afirmam não estarem satisfeitos com as condições de trabalho oferecidas pelo órgão e cobram melhorias e investimentos.

Uma funcionária preferiu não se identificar por medo de represálias explicou que há anos o ar-condicionado está quebrado e sem manutenção.

- Estamos sem ar-condicionado há mais de cinco anos, até temos alguns ventiladores, mas não dão conta do calor do ambiente. O problema não acontece só em Petrópolis, pois o órgão precisa realizar um contrato de manutenção dos aparelhos, só que estão tão velhos que não há manutenção, precisam ser trocados por novos – contou.

Segundo ainda os relatos, desde a semana passada o posto enfrenta problemas com a água que não estaria recomendada para consumo. Um funcionário do Detran limpou a caixa d’água, mesmo assim ela só esta sendo utilizada nos banheiros. Os funcionários estão tendo que comprar água para beber.

- Estávamos sem água até mesmo nos banheiros, um colega foi procurar o que estava acontecendo e viu que a caixa d água estava com muita sujeira. Ele até lavou, mas não estamos confiáveis quanto à qualidade, não está própria para consumo, temos que levar a água de casa ou então comprar – disse.

O Detran informou que o conserto do ar condicionado e a limpeza da caixa d’água já foram solicitados e serão realizados.



Edição anterior (1548):
terça-feira, 05 de fevereiro de 2019
Ed. 1548:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1548): terça-feira, 05 de fevereiro de 2019

Ed.1548:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior