Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Preços em Petrópolis não refletem tendência nacional e apresentam alta

Poucos produtos variaram de preço em mais de dois supermercados, ao contrário de números nacionais, que apontam diminuição nos custos de alimentação

Wellington Daniel

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, aponta que a inflação nacional ficou em 0,13% em maio. O resultado mais baixo do ano foi puxado principalmente pela alimentação e bebidas, que registrou deflação de -0,56%. O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) também aponta queda no preço da cesta básica nas capitais do país. Mas, ao contrário dos números nacionais, os preços de alimentos em Petrópolis não tiveram grandes alterações e até apresentaram alta.

O Diário realizou na tarde de sexta-feira (07) um levantamento de preços nos supermercados: Multimix (Rua Marechal Deodoro), Megadeli (Rua Paulo Barbosa), Tá no Gosto (Praça Duque de Caxias), Supermarket (Praça da Inconfidência), Terê Frutas (Praça da Inconfidência) e Armazém do Grão (Rua Dr. Porciúncula). Comparando com os preços da primeira sexta-feira de maio (03), foi possível perceber poucas alterações nos preços.

Dos produtos pesquisados, apenas feijão, farinha de mandioca, leite e açúcar registraram variação em mais de dois estabelecimentos. Somando, foram 14 variações, das quais oito registraram alta. Para a roteirista Cecília Burrowes, 24, e o fotógrafo Yan Gabriel Guimarães, 19, os preços variam entre mercados e de um dia para o outro.

- Algumas coisas estão bem caras. Outras, como o leite, variam muito de preço. E aqui na cidade ainda há a variação de preços. Acreditamos que o melhor mês para compras de mercado foi março, mas está tudo muito caro – afirmou Cecília.

Salário mínimo insuficiente

O DIEESE ainda divulgou outra pesquisa que aponta que o salário mínimo nacional (R$ 998) é insuficiente para cobrir todos os custos do brasileiro. De acordo com o departamento, seria necessário um valor 4,27 vezes maior que o atual, sendo necessário que fechasse em R$ 4.259,90.

O número ainda é maior que em abril, quando seria necessário um valor 3,93 vezes maior. Porém, é bem melhor que o início da série, em 1994, quando em dezembro chegou a ser necessário um valor 10 vezes maior.

O departamento ainda aponta que os gastos com alimentos comprometeram a 48,52% do salário mínico líquido (descontada a previdência social) no mês de maio. A porcentagem é menor que em abril (49,67%) e maior que em maio de 2018 (43,75%).

PRODUTO

MULTIMIX

MEGADELI

TÁ NO GOSTO

SUPERMARKET

TERÊ FRUTAS

ARMAZÉM DO GRÃO

Arroz Branco Tio João 5kg

R$ 19,90

R$ 19,95

-

R$ 20,90

R$ 22,98

R$ 19,99

Feijão Preto Combrasil 1kg

R$ 5,29

R$ 5,99

R$ 6,25

R$ 6,99

R$ 5,99

R$ 4,99

Macarrão Espaguete 8 Amélia 1kg

R$ 3,49

R$ 3,69

R$ 4,19

-

R$ 5,29

R$ 3,49

Farinha de Mandioca Crua Granfino 1kg

R$ 4,79

R$ 4,39

R$ 3,99

R$ 3,99

R$ 5,99

-

Sal refinado Ita 1kg

-

R$ 2,39

-

R$ 2,99

R$ 2,99

-

Óleo de Soja Liza 900mL

R$ 3,39

R$ 3,99

R$ 3,99

R$ 3,99

R$ 3,79

R$ 3,59

Farinha de Trigo s/ fermento Dona Benta 1kg

R$ 4,39

R$ 3,89

-

-

R$ 4,49

R$ 3,79

Leite Macuco integral 1L

R$ 3,89

-

R$ 3,45

-

R$ 3,49

R$ 3,19

Açúcar União 1kg

R$ 2,29

R$ 2,69

R$ 2,69

R$ 2,99

R$ 2,79

R$ 2,09

Café Pilão 250g

R$ 4,99

R$ 5,39

R$ 5,65

-

R$ 6,49

-

Café Pilão 500g

R$ 9,49

R$ 9,98

-

R$ 8,98

R$ 12,99

R$ 9,99

Fubá Degerminado Granfino 1kg

R$ 2,69

R$ 2,39

R$ 2,19

-

R$ 2,99

R$ 2,09



Edição anterior (1671):
sábado, 08 de junho de 2019
Ed. 1671:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1671): sábado, 08 de junho de 2019

Ed.1671:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior