Edição anterior (1715):
segunda-feira, 22 de julho de 2019
Ed. 1715:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1715): segunda-feira, 22 de julho de 2019

Ed.1715:

Compartilhe:

Voltar:


  ENTREVISTA

Prefeito avalia gestão e projeta investimentos para saúde

Em entrevista ao Diário, Bernardo Rossi elencou as ações realizadas e destacou o planejamento

Philippe Fernandes

 

Em entrevista exclusiva ao Diário, nesta semana, o prefeito Bernardo Rossi e a secretária de Saúde, Fabíola Heck, fizeram um balanço da atuação do governo municipal na área. O prefeito destacou que Petrópolis "está vencendo a crise" na área e elencou os investimentos previstos para o futuro. Além de ações na rede de urgência e emergência, Rossi destacou o plano de investimentos para o Hospital Alcides Carneiro, da ordem de R$ 20 milhões, em parceria com a Faculdade de Medicina de Petrópolis / Faculdade Arthur de Sá Earp Neto (FMP/Fase).

Do total, a instituição de ensino está aportando R$ 12 milhões, por conta do uso do HAC como hospital-escola; e o governo municipal, outros R$ 8 milhões. Os maiores investimentos estão concentrados na maternidade, que terá uma nova entrada, separada do restante do hospital, além da ampliação em 20 leitos, novas UTIs pediátrica e adulta, além da reforma da enfermaria. A maior unidade de saúde de Petrópolis também terá um hemonúcleo, banco de leite e a sala lilás, para o atendimento às vítimas de violência. Todo o conjunto de intervenções deverá ser entregue até março do ano que vem.

- Hoje, o hospital já funciona bem, as pessoas elogiam o atendimento do Alcides Carneiro. Batemos todos os recordes, fizemos mutirões, conseguimos ampliar a capacidade. E, agora, o HAC, que já tem sido uma referência, está sendo todo modernizado - destacou o prefeito.

Neste ano, o ambulatório do Hospital Alcides Carneiro já atendeu 35 mil pessoas em seis meses. No ano passado, foram 69 mil pessoas atendidas, 21 mil consultas realizadas, 1.651 atendimentos de cardiologia e 1.292 atendimentos de ortopedia.

No maior hospital da cidade, o setor de urologia, que agora conta com o Programa de Saúde do Homem, com médico, psicólogo e enfermeiro, foi completamente reformulado. E outras ações simples também ajudam a unidade: um exemplo que o prefeito citou foi a rapidez para a realização do risco cirúrgico, procedimento necessário para quem precisa realizar uma cirurgia.

- Por exemplo: antes, um idoso caía, quebrava o fêmur e demorava meses para fazer a cirurgia. Hoje, o risco cirúrgico é feito em 12 horas, e, no máximo em um dia, a pessoa é encaminhada para o procedimento. Nós sabemos que, se a pessoa opera rápido, a chance de se curar é muito maior - lembrou Rossi.

A secretária de Saúde, que acompanhou Rossi durante a entrevista ao Diário, também lembrou que o município busca recursos em Brasília para o financiamento, via Sistema Único de Saúde (SUS), de serviços que já estão sendo oferecidos no HAC e que hoje são custeados pela própria Prefeitura. Isso permite que a Secretaria de Saúde possa investir em outras ações na área da saúde.

HMNSE também receberá investimentos

De acordo com o prefeito, os investimentos não se limitam ao Hospital Alcides Carneiro. No Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), onde já foi entregue a reforma da Unidade de Terapia Intensiva (UTI),



Edição anterior (1715):
segunda-feira, 22 de julho de 2019
Ed. 1715:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1715): segunda-feira, 22 de julho de 2019

Ed.1715:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior