Edição anterior (1514):
quarta-feira, 02 de janeiro de 2019
Ed. 1514:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1514): quarta-feira, 02 de janeiro de 2019

Ed.1514:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Prefeito faz balanço e projeta ações para o próximo ano

Bernardo Rossi diz que 2019 será "ainda difícil", mas com um pouco mais de estabilidade


 Um ano "ainda difícil, mas com melhoras". É desta forma que o prefeito Bernardo Rossi projeta o terceiro ano de sua gestão. Ao Diário, Rossi enumerou as principais ações desenvolvidas durante o ano e as metas que estão traçadas para 2019. O prefeito destacou a manutenção do pagamento em dia dos salários dos servidores e a recuperação de recursos federais, além do pagamento de dívidas.

Bernardo Rossi falou sobre as diferenças entre 2017, primeiro ano de seu governo, e 2018. O prefeito lembrou que, no início, a prioridade era "colocar a casa em ordem", mas acredita que os avanços em dois anos são visíveis.

- Anos diferentes e dificuldades diferentes. Começamos a gestão com R$ 766 milhões em dívidas, quase o orçamento do município. Desordem nas contas e na administração. Então, colocar a casa em ordem e avançar ao mesmo tempo foi muito difícil.  Em 2018, conseguimos equilibrar as contas, mas não a ponto de sair totalmente do sufoco. Pudemos avançar em mais serviços: iluminação pública eficiente, asfalto no Centro e nos bairros, um centro ortopédico que vamos inaugurar do início do ano que vem, a UPA dos distritos, mais vagas em creches e por aí vai - afirmou o prefeito.

"Em 2018, conseguimos equilibrar as contas, mas não a ponto de sair totalmente do sufoco. Pudemos avançar em serviços como iluminação pública, asfalto no centro e nos bairros e saúde" - Bernardo Rossi, prefeito

Rossi também destacou a recuperação de R$ 134 milhões em recursos federais - obras de escolas, creches e contenções de encostas.

- O início da gestão foi marcado pelo desafio de retomar as intervenções, apresentando as contrapartidas necessárias para que o governo federal voltasse a enviar recursos e ainda investir verbas próprias para as obras, que são de construção de escolas, unidades de saúde, quadra de esportes e um centro de iniciação esportiva, saírem do papel. Dois anos depois, 11 obras foram retomadas, outras 3 do PAC das Encostas também já voltaram e mais 9 serão iniciadas - afirmou.

Contas equilibradas

Citando o pagamento de R$ 119 milhões em dívidas nos dois primeiros anos de governo, o prefeito destacou que as contas estão sendo saneadas.

- Pagamos em dois anos o montante de R$ 119 milhões em dívidas. Essa é uma informação que estamos fechando agora, que divulgamos agora no findar do ano. Então, abrimos duas frentes: pagar o essencial para retomar serviços, fornecimento e obras e economizar todo o centavo possível, principalmente para manter em dia os salários dos servidores. E os direitos dos servidores desrespeitados, com  FGTS, PIS e Pasep entre outros chegava a R$ 119 milhões em dívidas - afirmou.

Investimentos para 2019

O prefeito prevê um 2019 com maior estabilidade para o governo, com "a consciência forte de que não se pode deixar de economizar", mantendo serviços essenciais. E citou as ações de governo que estão previstas para o próximo ano.

- Vamos colocar em funcionamento a UPA dos distritos, em Itaipava e a UBS de Araras. Isto, na área de saúde é um avanço enorme. Estamos falando em quase 100 mil pessoas. Teremos o Centro Municipal de Ortopedia que vai ser um complexo com ainda mais especialidade e eficiência e garantimos a parceria com Hospital Santa Teresa, fundamental para o atendimento público.  O Hospital Alcides Carneiro vai receber R$ 13 milhões para ampliações e melhorias, um dos maiores investimentos já realizados de uma só vez na unidade. Na educação teremos 15 escolas com ensino integral, mais 200 vagas em creches e merenda de qualidade. Também continuaremos com a manutenção viária nos bairros, recuperando mais de sete anos sem investimentos - disse.

Rossi citou como desafio para o próximo ano a geração de empregos.

- Estamos no caminho certo  e ainda mais com microempreendedores  já na ordem de 20 mil na cidade, uma mudança no perfil de mercado de trabalho da cidade.

 



Edição anterior (1514):
quarta-feira, 02 de janeiro de 2019
Ed. 1514:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1514): quarta-feira, 02 de janeiro de 2019

Ed.1514:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior