Edição anterior (1946):
segunda-feira, 09 de março de 2020
Ed. 1946:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1946): segunda-feira, 09 de março de 2020

Ed.1946:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Quando mudanças são necessárias para obter satisfação profissional?


As 24 horas do dia parecem não dar conta para tantas demandas. Não é raro nos depararmos com pessoas que se sentem cansadas por estarem sempre com acúmulo de trabalho para entregar e não conseguem lidar com tantos afazeres. Pior ainda, quando a profissão que escolheram já não atende às expectativas pessoais, gerando desgaste emocional. Nesse caso, é necessário tomar uma atitude para resgatar a sensação de realização profissional, para não ficar deprimido.

 Garna Kfuri descobriu na Psicologia um caminho de reencontro profissional e satisfação pessoal

“Eu me formei em Arquitetura e fui morar na Inglaterra. Quando retornei ao Brasil, cursei Administração, pois estava trabalhando em uma multinacional que exigia conhecimentos específicos nessa área de gestão. Após alguns anos, eu ingressei na ONU e depois abri a minha empresa, mas minha família sofreu um acidente e perdi minhas irmãs e alguns sobrinhos. Então, a minha vida mudou e eu percebi que precisava de algo a mais, um sentido maior para continuar trilhando o meu caminho e encontrar uma forma de ajudar pessoas que também estivessem passando pela mesma situação que eu passei. Após alguns anos de terapia, resolvi ingressar no curso de Psicologia. Decidi cursar na Fase por ser uma faculdade reconhecida nacionalmente na área da saúde e por estar em contato com a natureza, que hoje é um grande diferencial para mim”, explica Garna Kfuri, aluna do curso de Psicologia da FMP/Fase.  

Também é muito comum encontrar com estudantes que se sentem aflitos com o futuro profissional, uma vez que enxergam cada vez mais as exigências do mercado de trabalho. Nesse universo, há universitários estacionados em um curso que não atende às expectativas de formação, seja pela dinâmica de ensino, pela defasagem da grade curricular diante de outras faculdades, ou mesmo em relação à estrutura de aulas práticas oferecidas pela atual instituição de ensino, quando comparada a outras realidades. E aí surgem os questionamentos: o que fazer? Continuo aonde estou ou faço a transferência para obter a formação que almejo?

 Os alunos do curso de Nutrição da Fase são inseridos em atividades práticas desde o início do curso

"É claro que a mudança gera um certo receio, mas no meu caso foi muito positiva. A principal diferença que eu sinto entre o curso na universidade anterior para o curso da Fase é a vivência prática, porque antes era mais teoria. Agora, além da parte teórica, também tenho acesso à comunidade, aos laboratórios de Gastronomia e de Técnica Dietética, aos cenários de prática clínica, no Ambulatório Escola e nas Unidades de Saúde da Família, diferenciais que me deixam mais segura por ter a vivência profissional. Tem certas coisas que só vou conseguir vivenciar agora na graduação. Não adianta deixar para me formar e correr atrás depois, porque não vou ter acesso a essa troca de conhecimentos com os professores, com os preceptores que estão ao meu lado orientando nesse momento", explica Andréa de Araújo Moraes, aluna do 5º período de Nutrição da Fase.

 Vista aérea do Campus da FMP/Fase, na Avenida Barão do Rio Branco (Centro). São diversas salas multimídia, laboratórios com equipamentos de última geração e variados ambientes de estudo, cultura e prática esportiva em contato com a natureza 

Em alguns casos, a rotina de trabalho durante a juventude e a necessidade de arcar com as responsabilidades com a família impedem que muitas pessoas consigam ingressar na faculdade. Nessas situações, há duas possibilidades totalmente distintas quando se consegue a tão esperada aposentadoria: escolher entre manter-se na rotina que levava ou ousar em um momento de renovação de sonhos e buscar novas conquistas. Robson decidiu dar os primeiros passos para a tão sonhada formação profissional.  

“Não existem muitas oportunidades para as pessoas com mais de 50 anos no mercado de trabalho, que na maioria das vezes são até rejeitadas. Eu tenho 56 anos e estou com muita disposição para estudar e aprender novas coisas. Essa graduação é algo que não consegui realizar antes, pois trabalhava viajando muito e não tinha tempo para concluir meus estudos. Agora, me aposentei. Então, vou me dedicar para realizar esse sonho e buscar essa formação com louvor”, destaca Robson Gomes Reis, aluno do 1º período de Administração da FMP/Fase.

 Totalmente informatizada, a Biblioteca da FMP/Fase conta com um acervo superior a 27 mil exemplares de livros, revistas e periódicos impressos e digitais

Garantindo a democratização do saber e o acesso ao ensino de qualidade, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) oferece diferentes formas para facilitar o ingresso no Ensino Superior de excelência.  Conheça as possibilidades de desconto e ingresse na Fase, faculdade reconhecida com conceito máximo, nota 5, pelo Ministério da Educação.

Os interessados em fazer uma segunda graduação e em casos de transferência de instituição, a Fase oferece 30% de desconto para os ingressantes, ao longo do curso, inclusive com análise de equivalência da grade curricular.

Para as pessoas com 50 anos ou mais, a Fase implementou a campanha 50+, que oferece 50% de desconto em todas as mensalidades nos cursos de graduação em Administração, Gestão em Recursos Humanos, Gestão Pública, Nutrição, Psicologia e Radiologia. Além disso, a novidade deste ano é a oferta também de cursos de pós-graduação com descontos de 30%, para este público, com pagamentos realizados até o dia 10 de cada mês ao longo do período de estudos.  As especializações oferecidas são: Psicologia Clínica com ênfase nas Perspectivas Breves, Psicologia do Esporte, Nutrição Esportiva e Estética, Alergia e Intolerâncias Alimentares e MBA em Gestão de Projetos. 

Além disso, a instituição de ensino superior oferece 20% de desconto para funcionários de empresas conveniadas à FMP/Fase e seus dependentes, e ingresso para todos os interessados, através dos programas do governo: Fies e Prouni. Há também campanhas específicas para aqueles que já concluíram algum curso técnico, que devem entrar em contato com a instituição para obter outras informações. No site da faculdade: www.fmpfase.edu.br ou pelos telefones (24) 2244-6471 e WhatsApp (24) 9 8865-0693 é possível ter acesso a mais detalhes sobre as políticas de desconto da faculdade.



Edição anterior (1946):
segunda-feira, 09 de março de 2020
Ed. 1946:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1946): segunda-feira, 09 de março de 2020

Ed.1946:

Compartilhe:

Voltar: