Edição anterior (1715):
segunda-feira, 22 de julho de 2019
Ed. 1715:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1715): segunda-feira, 22 de julho de 2019

Ed.1715:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Residência artística e estreia de orquestra sanfônica são destaques no Festival de Inverno Sesc 2019

 

Um dos ritmos mais admirados em todo o país, o forró vai ganhar novos agentes culturais em Petrópolis, Região Serrana do Rio, com a estreia de uma Orquestra Sanfônica na cidade. A cidade imperial recebe pela primeira vez a iniciativa, que reúne várias sanfonas, violino, sopros e percussão com o objetivo de difundir a cultura do nordeste e formar novos profissionais para atuação no segmento musical.

Entre os dias 22, 23 e 24 de julho, será realizada no 6º andar da Torre do Sesc Quitandinha, a Residência Artística intitulada “Tem Sanfona no Choro”, como parte da programação do Festival de Inverno do Sesc. O maestro, compositor e arranjador, Marcelo Caldi, que é o responsável pela Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro, vai trazer informações sobre o instrumento e suas peculiaridades, para preparar os interessados em fazer parte do coletivo, que se apresenta pela primeira vez, no dia 27 de julho, no lago localizado em frente ao palácio.

O trabalho faz parte de uma imersão na cultura nordestina, especialmente da sanfona e os mestres tocadores, composto pelo multi-instrumentista Guilherme Mará e a produtora cultural Mirele Maravilhas. Desde 2013, ambos percorreram diversas cidades do Brasil, com o “Núcleo de Pesquisas e Expressão da Sanfona de 8 baixos do Brasil”. O instrumento é um dos mais difíceis de ser tocado, além de existirem poucos dele no país, podendo inclusive, chegar a ser extinto do setor musical caso não se formem novos tocadores, uma das missões do Núcleo de 8 Baixos.

“Foi daí que surgiu o projeto da Sanfonada com o objetivo de conquistar mais espaço para este tipo de sanfona. Começamos no Sertão do Cariri do Ceará, no Nordeste, e quando retornamos para o Rio de Janeiro, realizamos ações que integraram representantes de cinco estados do Brasil, reunindo grandes nomes como Mestre Zé Calixto (PB), Mestre Chico Paes (CE), Leo Rugero (SP), Guilherme Mará (RJ) e um dos maiores músicos do país, Renato Borghetti (RS). Em Petrópolis, reunimos grandes sanfoneiros como Fidélis do Acordeon, Nandinho Barros, Rosemere do Acordeon, Rodrigo Ramalho, Cassiano Beija Flor, Norma Nogueira, Kiko Horta, Ananias Ribeiro, George Marley e grandes músicos da cidade e percebemos uma grande necessidade de novos sanfoneiros, de fomentar a cena cultural com o tradicional forró pé de serra e a cultura do nordeste do país, por isso, começamos a nos mobilizar para que surgisse uma orquestra sanfônica na cidade”, diz Mirele.

A partir de então, diversas pessoas que se encantavam pelo instrumento foram se achegando e em março deste ano, começaram as aulas da orquestra. A ação tem como parceiros iniciativas do mesmo molde as Orquestras Sanfônica Balaio Nordeste da Paraíba e a Sanfônica do Rio de Janeiro.

Na apresentação intitulada “Mará e seu Tarrabufado musical”, será realizado um show autoral e inédito do artista, envolvendo muitas influências do forró pé de serra, afrobeat, funk e merengue. Haverá ainda a participação especial do maestro Marcelo Caldi e o lançamento oficial da orquestra sanfônica de Petrópolis. A programação tem início às 15h no Lago do Sesc Quitandinha.

“Estamos muito felizes pois o Sesc abraçou essa ideia. A residência é aberta ao público, mas para isso é necessário ter o instrumento para participar. É voltada para a formação dessa orquestra, que vai fazer sua primeira apresentação neste dia, mas também vai acolher a todos os interessados em participar das aulas semanais do curso preparatório para posterior ingresso na orquestra, e todos os amantes da sanfona”, explica a diretora e produtora da incubadora de projetos artísticos, Tarrabufado Cultural.

 



Edição anterior (1715):
segunda-feira, 22 de julho de 2019
Ed. 1715:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1715): segunda-feira, 22 de julho de 2019

Ed.1715:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior