Edição anterior (1643):
sábado, 11 de maio de 2019
Ed. 1643:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1643): sábado, 11 de maio de 2019

Ed.1643:

Compartilhe:

Voltar:


  Obras

Responsáveis por obra esclarecem questionamentos

Empreendimento na Avenida Ayrton Senna, que supostamente seria concessionária, gerou dúvidas

Philippe Fernandes

A instalação de um novo empreendimento entre a Avenida Ayrton Senna e a Rua Guatemala, no Quitandinha, gerou uma série de questionamentos de moradores e preservacionistas. Ontem (10), os representantes da Destaque Empreendimentos Imobiliários, empresa responsável pelo investimento, estiveram no Diário e tiraram dúvidas. Com o alvará de licença, a autorização ambiental e a permissão do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em mãos, os empresários garantiram que a obra não irá desrespeitar nenhum parâmetro legal.

De acordo com a Lei de Uso, Parcelamento e Ocupação do Solo (Lupos), a área pode abrigar uma série de atividades, como bares, restaurantes e padarias; além de academias, cursos de idiomas, unidades de ensino e casas de festas, entre outras.

O advogado da empresa esclareceu que a ideia de fazer um centro comercial não está associada a uma concessionária da Nissan, como chegou a ser noticiado.

- Nós somos uma empresa que compra, vende, aluga e incorpora imóveis seguindo todas as regras, com toda a documentação necessária. Não vamos exercer nenhuma atividade de forma contrária à lei. Adquirimos o terreno da empresa MCR3 Empreendimentos em agosto de 2018, e não havia nenhum processo que pesasse sobre essa questão - disse o advogado da empresa, William Caputo.

Preservação

O representante da empresa esclareceu que a atividade que será instalada no local vai ser definida após a construção, alinhadas de acordo com as oportunidades comerciais que surgirem e sempre respeitando a legislação em vigor.

Sobre outro ponto questionado por moradores do local, uma possível descaracterização, Caputo reforçou que todo o projeto foi feito em diálogo com o Inepac, que solicitou ajustes em detalhes de acabamento e partes da arquitetura, como as cores do imóvel e do telhado, justamente com o objetivo de manter a harmonia paisagística da região. Além disso, a calçada terá detalhes que remontam a do Palácio Quitandinha, com pedras portuguesas.

 



Edição anterior (1643):
sábado, 11 de maio de 2019
Ed. 1643:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1643): sábado, 11 de maio de 2019

Ed.1643:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior