Edição anterior (1733):
sexta-feira, 09 de agosto de 2019
Ed. 1733:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1733): sexta-feira, 09 de agosto de 2019

Ed.1733:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Secretaria de Assistência Social investe em melhorias nas unidades dos CRAS

Além de ampliar unidades, agora são nove no município, os prédios em funcionamento serão reformados

 

 

           A Secretaria de Assistência Social atua para ampliar e melhorar a estrutura dos setores que levam os serviços sociais para as comunidades. Além de mais uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que vai ser inaugurada no sábado (10.08), no Alto Independência, os demais prédios em funcionamento, passarão por reformas. O primeiro a ser contemplado com as melhorias é o do CRAS Quitandinha, que atende em média 250 pessoas ao mês.

            As unidades do CRAS do Centro e de Madame Machado são os próximos no cronograma a receber melhorias. Para a reforma da unidade do Quitandinha estão sendo investidos R$ 30 mil e para as demais, a pasta conta com emenda parlamentar que destina R$ 200 mil em recursos para as melhorias nos serviços da Assistência Social. “Esse é um serviço e excelência oferecido no nosso município. Estamos atuando para melhorar ainda mais no atendimento à população em risco social”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

            A reforma no CRAS do Quitandinha está prevista para começar em setembro e não vai impactar os atendimentos. A partir da obra, a unidade passará a contar com mais espaço. “Vai ser uma reforma muito importante. Há mais de dez anos a unidade não recebe melhorias e com essas intervenções, vamos conseguir retomar as atividades em duas salas que estavam interditadas”, conta a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

            O prédio passará por reforma no telhado, que tem provocado infiltrações e danos estruturais. A unidade receberá melhorias na pintura e toda a rede elétrica. “Os atendimentos não serão impactados, vamos isolar as áreas que passarão por intervenções e os atendimentos serão realizados nas áreas que não forem afetadas”, explica o diretor do Departamento e Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes.  

As unidades do CRAS realizam cerca de 250 atendimentos por mês e funcionam com dois assistentes sociais, um psicólogo e um pedagogo. O programa segue as normas do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). As unidades auxiliam famílias a saírem da situação de risco social. Oferecem o primeiro suporte para o encaminhamento aos serviços públicos e programas sociais. Os usuários contam com orientação para realocação ao mercado de trabalho, reforço na educação, encaminhamento para cuidados com a saúde e melhoria da qualidade de vida.

As unidades são referência para a inclusão dos usuários a benefícios oferecidos pelo Governo Federal, através do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Em Petrópolis, cerca de 29 mil pessoas possuem o registro e são direcionadas a programas como o Bolsa Família, destinado a aproximadamente 12 mil famílias na cidade; e o Benefício de Proteção Continuada (BPC), que está disponível para cerca de 3 mil famílias, entre outros.



Edição anterior (1733):
sexta-feira, 09 de agosto de 2019
Ed. 1733:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1733): sexta-feira, 09 de agosto de 2019

Ed.1733:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior